Esportes

Com esperança de poder receber público, Roland Garros é adiado por uma semana

Da Redação ·

Com a esperança de poder receber o público nas arquibancadas, a Federação Francesa de Tênis (FFT, na sigla em francês, que organiza o Torneio de Roland Garros, Grand Slam que acontece em Paris, anunciou nesta quinta-feira o adiamento por uma semana do início do evento em 2021. A competição, que aconteceria de 23 de maio a 6 de junho, começará agora em 30 de maio e terá o seu término no dia 13 de junho, enquanto que o qualifying será realizado de 24 a 28 de maio.

continua após publicidade

De acordo com a FFT, a margem de uma semana permitirá que as restrições em vigor na França por um aumento de contágios por covid-19 sejam flexibilizadas. "O objetivo é maximizar as possibilidades de que o torneio possa ser disputado diante do maior número de espectadores possível, pensando tanto nos jogadores e jogadoras, como na comunidade de fãs, e garantindo a segurança sanitária de todos", afirmou a entidade em um comunicado oficial.

"Levando em consideração o objetivo duplo, esta semana pode ser preciosa", insistiu a federação. Por conta dos primeiros meses da pandemia do novo coronavírus, a edição de 2020 do torneio francês foi adiada de maio para setembro.

continua após publicidade

"Estou encantado que as discussões com as autoridades públicas, os órgãos de governo do tênis internacional, nossos parceiros e empresas de transmissão e o trabalho em curso com a WTA e ATP tornaram possível para nós adiar o torneio de Roland Garros por uma semana. Agradeço a todos por isso", disse o presidente da FFT, Gilles Moretton.

"Haverá mais tempo para que a situação de saúde tempo para melhorar, o que deve otimizar nossas chances de receber público em Roland Garros. (...) Para os fãs, os jogadores e a atmosfera, a presença de espectadores é vital para o torneio, o evento esportivo internacional mais importante da primavera (no hemisfério norte)", completou o dirigente francês.

Desta vez, o adiamento de uma semana terá um impacto muito limitado no calendário de competições, mas deixará apenas duas semanas entre o fim de Roland Garros e o início de Wimbledon, Grand Slam em Londres, na Inglaterra, que está previsto de 28 de junho a 11 de julho).

A decisão de adiar a competição em Paris teve a aprovação do Grand Slam Board, entidade que reúne os quatro torneios do Grand Slam - os outros dois são o Aberto da Austrália, em Melbourne, e o US Open, em Nova York.