MAIS LIDAS
VER TODOS

Esportes

Clube da Costa Rica demite treinador que cometeu racismo contra próprio jogador

Os inadmissíveis atos racistas que assombram o mundo da bola com rivais desrespeitando oponentes pela cor de pele, nacionalidade ou credo ganhou um desprezível capítulo no futebol da Costa Rica. O técnico Jeaustin Campos chamou um comandado de "negro bast

(via Agência Estado)

·
Escrito por (via Agência Estado)
Publicado em 29.03.2023, 20:47:00 Editado em 29.03.2023, 20:50:07
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Os inadmissíveis atos racistas que assombram o mundo da bola com rivais desrespeitando oponentes pela cor de pele, nacionalidade ou credo ganhou um desprezível capítulo no futebol da Costa Rica. O técnico Jeaustin Campos chamou um comandado de "negro bastardo e negro de m..." O Deportivo Saprissa, assim que soube do caso, demitiu o treinador na hora e ainda abriu investigação contra um dirigente que não teria dado a devida importância ao caso.

continua após publicidade

O clube costa-riquenho agiu de imediato e prometeu auxílio total para Javon East, o jogador ofendido. Psicólogos estão trabalhando para que ele volte a exercer sua função sem danos. O treinador, contudo, negou as ofensas e promete processar o clube por "dispensa injustificada."

"O Deportivo Saprissa comunica que, após reunião de nossa Junta Esportiva, tomou a decisão de dispensar imediatamente de seus serviços o nosso treinador, o senhor Jeaustin Campos. Paralelamente, continuamos o processo de investigação interna com respeito à atuação do senhor Ángel Catalina na abordagem deste tema", afirmou o clube em comunicado oficial, revelando que também avalia a atuação do gerente de futebol no caso.

continua após publicidade

O jogador comunicou os insultos ao profissional, que não tomou uma atitude contra o treinador. Então, levou as queixas para o Sindicato de Atletas Profissionais da Costa Rica.

"As atitudes do Sr. Campos não são toleradas pelo clube nem representam os valores do Deportivo Saprissa", garantiu. Assim mesmo, a instituição se colocou à disposição do sindicato e de órgãos que lutam contra o racismo no país.

"O Deportivo Saprissa lamenta profundamente o que o jogador teve de atravessar e se compromete a redobrar esforços para que uma situação como esta não se repita dentro do clube", disse. "A instituição crê firmemente que o futebol é uma ferramenta de respeito e inclusão da diversidade racial e cultural e rechaça todo tipo de expressões e comportamentos racistas, tanto no âmbito profissional como pessoal de seus integrantes."

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Esportes

Deixe seu comentário sobre: "Clube da Costa Rica demite treinador que cometeu racismo contra próprio jogador"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
Compartilhe! x

Inscreva-se na nossa newsletter

Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!