Chefe do futebol inglês renuncia após declarações consideradas racistas - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Chefe do futebol inglês renuncia após declarações consideradas racistas

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Presidente da Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês), Greg Clarke anunciou sua renúncia ao cargo após dar declarações consideradas racistas por entidades que lutam contra o preconceito no país europeu.

Durante uma palestra a um comitê do parlamento inglês na manhã desta terça-feira, focado em diversidade, Clarke se referiu a jogadores negros como "atletas de cor" e afirmou que pessoas do sul da Ásia tem interesses de carreira diferente aos dos afro-caribenhos, citando como exemplo a área de tecnologia da informação. Ainda citou a homossexualidade como uma 'escolha de vida' e criticou as goleiras do futebol feminino.

Poucas horas depois, Clarke renunciou ao cargo e pediu desculpas por ter ofendido pessoas com suas declarações. "As minhas palavras inaceitáveis perante o Parlamento foram um péssimo serviço para o nosso jogo e para aqueles que o assistem, jogam, arbitram e administram. Isso cristalizou minha decisão de seguir em frente", afirmou o ex-dirigente em comunicado.

"Estou profundamente triste por ter ofendido essas diversas comunidades no futebol que eu e outros trabalhamos tanto para incluir. Gostaria de agradecer aos meus amigos e colegas do jogo pela sabedoria e pelos conselhos que compartilharam ao longo dos anos e renunciaram à federação imediatamente", completou Clarke.

A FA também publicou uma nota após a saída de Clarke e garantiu que apoia a diversidade no futebol. "Gostaríamos também de reafirmar que, como organização, estamos absolutamente comprometidos em fazer tudo o que pudermos para promover a diversidade, abordar a desigualdade e combater todas as formas de discriminação no jogo", declarou a entidade.

O cargo de presidente da FA será ocupado interinamente por Peter McCormick. O processo eleitoral para escolher um novo presidente para a FA deve começar ainda nesta semana.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Chefe do futebol inglês renuncia após declarações consideradas racistas"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.