Esportes

Chapecoense vence o Náutico nos Aflitos com gol nos acréscimos pela Série B

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

A Chapecoense conquistou uma vitória importante nesta tarde de domingo. O time Da região oeste catarinense foi ao Recife (PE), no Estádio dos Aflitos e derrotou o Náutico, por 2 a 1, de virada. O gol da vitória foi marcado por Xandão, aos 46 minutos do segundo tempo.

continua após publicidade

O resultado coloca a Chapecoense na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série B com 21 pontos e de quebra, consolida a melhor campanha fora de casa com quatro vitórias. O Náutico caiu para a 18ª posição com 18 pontos na zona de rebaixamento. O tropeço gerou um clima de insatisfação entre os torcedores da casa que pediram a saída do técnico Roberto Fernandes.

Os dois times entraram em campo sob forte pressão, porque estavam dentro da zona de rebaixamento. A Chapecoense, por exemplo, estreava o técnico Marcelo Cabo, substituto de Gilson Kleina, demitido após duas derrotas consecutivas e com o time integrando a zona de queda à Série C.

continua após publicidade

Do lado pernambucano a pressão era forte pela derrota para o Grêmio na última rodada, 2 a 0, fato que também colocou o time entre os quatro últimos colocados. Diante deste retrospecto difícil, o jogo teve um início mais nervoso. Por jogar em casa, com apoio da torcida, o Náutico contava com um volume maior. A Chapecoense tentava se defender e explorar os contragolpes. Mas quem assustou foi mesmo o time da casa em duas boas oportunidades com João Lucas. Os catarinenses também tiveram chances. Uma delas com Betinho que não conseguiu mandar para a rede.

Aos 35 minutos, a polêmica da primeira etapa. O árbitro marcou mão na bola de João Lucas. Pênalti para Chapecoense. Quando Perotti se preparava para cobrar o VAR chamou o árbitro que voltou atrás na marcação.

O segundo tempo começou em um ritmo alucinante. Um minuto de jogo e o Náutico abriu o placar. Jean Carlos chutou da entrada da área e no rebote do goleiro Geuvânio mandou para a rede, Náutico 1 a 0. Em desvantagem a Chapecoense foi ao ataque e aos 27 minutos, o zagueiro Léo aproveitou a sobra e desviou para deixar tudo igual, 1 a 1.

continua após publicidade

Após o empate o jogo permaneceu equilibrado, no entanto aos 41 minutos Kieza perdeu um gol em cima da linha. O zagueiro Kevin conseguiu tirar a bola e impediu o gol da vitória pernambucana. A resposta do time alviverde veio em seguida. Xandão, de cabeça, aos 46 minutos, fez o gol da virada da Chapecoense, 2 a 1.

O Náutico volta a jogar na próxima quarta-feira, contra a Ponte Preta, em Campinas (SP). A Chapecoense recebe o Guarani na Arena Condá, também na quarta-feira. Estes jogos são válidos pela 19ª rodada, a última do primeiro turno.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

NÁUTICO 1 X 2 CHAPECOENSE

NÁUTICO - Lucas Perri; Carlão, Bruno Bispo e João Lucas; Luís Felipe (Júnior Tavares), Ralph, Richard Franco (Kieza), Jean Carlos e Victor Ferraz; Pedro Vítor (Jhonatan) e Geuvânio (Niltinho). Técnico: Roberto Fernandes.

continua após publicidade

CHAPECOENSE - Vágner; Ronei, Léo, Xandão e Fernando (Kevin); Marcelo Santos, Matheus Bianqui e Betinho (Calebe); Claudinho (Orejuela), Chrystian (Vítor Becker) e Derek (Perotti). Técnico: Marcelo Cabo

GOLS - Geuvânio, a 1; Léo, aos 27 E Xandão, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Dênis da Silva Ribeiro Serafim.

CARTÕES AMARELOS - Betinho, Léo (Chapecoense).

RENDA - R$ 136.820,00.

PÚBLICO - 8.098 total.

LOCAL - Estádio dos Aflitos, Recife (PE).