Esportes

Ceni elogia jovens da base, mas pede calma para 'não queimar etapas' no São Paulo

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Rogério Ceni conta com muitos pratas da casa na escalação do São Paulo. E a cada dia, utiliza mais. Diante da Universidad Católica, na quinta-feira, quatro das cinco substituições foram com meninos entrando no segundo tempo: Luizão, de 20 anos, já confirmado para o jogo com o Atlético-MG, domingo, pelo Brasileirão, Talles Costa, de 19, e Rodriguinho e João Moreira, ambos de 18 e que anotaram pela primeira vez no embate contra os chilenos - vitória por 4 a 1. A torcida ficou entusiasmada com a nova safra, mas o treinador tratou de frear a empolgação e explicar que "não queimará etapas."

continua após publicidade

Ao lado do experiente Miranda, Luizão terá a dura missão de tentar frear o forte ataque do Atlético-MG no Mineirão. A ideia de Ceni é utilizar seus jovens aos poucos, para ganharem minutos de jogo, mas sem carregarem pressão desnecessária. O zagueiro só atuará por causa da lesão de Arboleda e as suspensões de Diego Costa e Léo.

Ceni quer lapidar os garotos sem jogá-los aos leões. A Sul-Americana vem sendo um ótimo laboratório para que sejam testados. Mas para quem pensa em vê-los com frequência, o treinador adiantou que será preciso esperar.

continua após publicidade

"Estou muito feliz por ver os jovens entrando. O Moreira esteve machucado, foi para a seleção (de Portugal) e hoje (quinta-feira) entrou e fez seu gol, que para ele é muito simbólico. O Rodriguinho fez treinos com a gente, se destacou, foi para o último jogo e hoje teve a primeira oportunidade e também fez o gol", festejou Ceni, antes de explicar o que pretende com os garotos.

"(Rodriguinho) Achou que na base ele é um 10 e aqui terá de aprender a marcar e a jogar, fazer trabalho que Patrick estava realizando. Ele cansou um pouco depois do gol, o que é natural. Esses jogadores vão ser importantes para o São Paulo, mas não podemos queimar etapas", advertiu. "Serão alguns minutos, temos de fazer com que cresçam, sem ter pressa."

Confiante que estará no comando do São Paulo em 2023, Rogério Ceni prevê utilizá-los com mais regularidade no Paulistão, competição na qual o técnico pretende rodar o elenco. "Não tem de cobrar que joguem amanhã ou depois, eles estão completando o elenco. No Paulista do ano que vem podem atuar por mais tempo, em mais jogos."