Esportes

Casares diz contar com 'ajuda de Kaká' em sua gestão no São Paulo

Da Redação ·

Kaká retornará ao São Paulo em 2021. Não como jogador, mas como dirigente. Segundo o presidente eleito do clube paulista, Julio Casares, o ex-atleta integrará um "grupo de inteligência" na gestão que começa efetivamente no primeiro dia de 2021, mas já está em andamento na fase de transição da saída de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

continua após publicidade

"Eu não tenho dúvidas de que o Kaká irá nos ajudar", afirmou Casares, em entrevista ao canal BandSports.

O presidente explicou que a parceria entre ex-jogador e clube não será remunerada. Segundo Casares, esse é um pedido do próprio jogador, que pretende retornar ao clube como uma espécie de "estagiário". "Ele me disse: Julio, quero continuar aprendendo", disse o dirigente, que avaliou que é desse tipo de ajuda que o São Paulo precisa. "Contamos com o Kaká, no tempo certo", concluiu.

continua após publicidade

A confirmação da presença do ex-jogador na gestão de Casares já era especulada. Antes do presidente falar sobre o papel de Kaká no clube, o narrador Galvão Bueno afirmou que o ídolo do São Paulo poderia aparecer na diretoria do clube, em 2021. "Kaká disse que algum dia teria que voltar ao Milan na função de diretor, mas que ainda não se sentia preparado. Ele queria estudar. Será que ele já está preparado agora para o São Paulo?", questionou Galvão, durante o programa Seleção SporTV.

Desde o fim de sua carreira, em 2017, Kaká dedica-se à capacitação para tornar-se dirigente. Ele já fez dois cursos de gestão esportiva. Um em 2019, na Fundação Getúlio Vargas e outro na Uefa, em 2020. Até o momento, o único membro do novo departamento de futebol do São Paulo é o ex-treinador Muricy Ramalho. Ele assumirá a coordenação de futebol.