Esportes

Campeã mundial júnior de patinação artística morre aos 20 anos em Moscou

Da Redação ·

O Comitê Olímpico Australiano confirmou o falecimento da campeã mundial juniores de patinação artística de 2017 Ekaterina Alexandrovskaya, em Moscou. A causa da morte, ocorrida na última sexta-feira, ainda não foi divulgada.

continua após publicidade

Ela nasceu na Rússia, mas em 2016 obteve cidadania australiana e competiu pelo país na Olimpíada de Inverno de Pyeongchang, em 2018, em parceria com Harley Windsor. A dupla conquistou o título mundial júnior de 2017. Alexandrovskaya aposentou-se do esporte em fevereiro, depois de sofrer várias lesões.

Windsor, o primeiro atleta aborígene da Austrália a competir nos Jogos Olímpicos de Inverno, disse que ficou "arrasado" com a notícia da morte de Alexandrovskaya. "O que alcançamos durante nossa parceria é algo que nunca conseguirei esquecer e sempre vai mantê-la perto do meu coração", disse, em uma texto publicado no Instagram.

continua após publicidade

Ian Chesterman, chefe de missão da equipe australiana em Pyeongchang, disse afirmou que a notícia foi um golpe terrível para todos aqueles que conheciam a patinadora. "É muito triste perder Katia, que era uma pessoa vibrante e talentosa e uma atleta incrível", disse Chesterman. "Ela era quieta e humilde em seu jeito, mas incrivelmente determinada a ser a melhor que ela poderia ser. A vida desde os Jogos não foi fácil para ela e este é outro lembrete oportuno de como a vida é frágil".

É a segunda morte de um atleta olímpico de inverno da Austrália em dez dias. Alex

Pullin, bicampeão mundial de snowboard e tricampeão olímpico, afogou-se quando realizava caça submarina em 8 de julho na Gold Coast. "A morte de Katia é outro golpe para a nossa comunidade de esportes de inverno que ainda está sofrendo com a nossa perda de Chump 'Pullin", disse Chesterman.