Esportes

Caio Ibelli é eliminado na semifinal e vê carrasco ser campeão em Sunset Beach

Da Redação ·

Substituto de Gabriel Medina, fora das competições para cuidar da saúde mental, Caio Ibelli foi o brasileiro que chegou mais longe na segunda etapa do Mundial de Surfe, em Sunset Beach, no Havaí, mas não conseguiu alcançar a final. A eliminação do paulista veio na noite de sexta-feira (horário de Brasília), com uma derrota na semifinal para o surfista local Barron Mamiya, mais tarde consagrado como campeão do evento.

continua após publicidade

Em uma disputa equilibrada, Ibelli liderava a bateria na reta final, com a vantagem de prioridade para escolher a onda. Porém, quando restava menos de um minuto para o fim, o brasileiro deixou Mamiya, que precisava de modestos 3.30 pontos para vencer, pegar a última onda.

O havaiano fez 3.87, somou 10.37 no total e passou Ibelli, que tinha 9.80."Eu não pude acreditar que ele me deixou ir. Praticamente dei de cara no recife", disse o vencedor, animado após o triunfo.

continua após publicidade

O Brasil teve outros representantes em Sunset, tanto na disputa masculina quanto na feminina, mas todos foram eliminados antes de Caio Ibelli. Aliás, Deivid Silva e Ítalo Ferreira foram mandados para casa justamente por Barron Mamiya, carrasco máximo dos surfistas brasileiros no Havaí.

No fim das contas, Mamiya fez valer a força de competir em casa e conquistou o título masculino em final contra o japonês Kanoa Igarashi, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na disputa feminina, a costa-riquenha Brisa Hennessy superou a havaiana Mila Manuel para se tornar campeã.