Bottas desabafa após vitória na Rússia e Hamilton reclama de punições 'ridículas' - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Bottas desabafa após vitória na Rússia e Hamilton reclama de punições 'ridículas'

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O sentimento dos pilotos da Mercedes após o GP da Rússia, em Sochi, era bem distinto: alívio de um lado e revolta do outro. Enquanto o vencedor Valtteri Bottas festejou "não ficar no quase" mais uma vez, Lewis Hamilton não poupou críticas às "punições ridículas" que sofreu e acabaram custando a vitória.

Bottas retrucou os críticos e disparou contra quem vem falando para ele "desistir" da Fórmula 1 após perder várias corridas para Hamilton. "Não entendo pessoas que têm a necessidade de criticar as pessoas. E tem gente me dizendo que eu não deveria incomodar, e deveria desistir, mas nunca farei isso. Eu só queria enviar meus melhores votos a eles. Acabou de sair a vitória", disparou, irritado com o peso das cobranças.

"O principal é que estou confiante em todos os fins de semana de corrida. Acredito que posso fazer isso bem e é assim que sempre serei. Você tem deter essa mentalidade. E estou feliz", acrescentou o finlandês

Foi a nona vitória de Bottas na Fórmula 1, a segunda no circuito russo, e também a segunda na temporada. Neste domingo, ele foi beneficiado pelas penalidades a Hamilton, mas preferiu exaltar seu bom desempenho e, sobretudo, sua persistência.

"Ontem (sábado) foi difícil, porém não desisti, sabia que haveria pontos positivos e oportunidades. As coisas vieram para mim hoje (domingo). Espero que isso incentive as pessoas a não desistir, porque essa é a maior coisa que você pode fazer na sua vida", reforçou.

INDIGNADO - A satisfação do finlandês contrastou com um Hamilton visivelmente bravo. O inglês acusou os fiscais da prova de perseguição e estava visivelmente desgostoso com as duas punições de 5s sofridas por ter praticado duas largadas em local inapropriado.

"Preciso voltar e ver quais são as regras, o que exatamente eu fiz de errado", iniciou Hamilton. "Tenho quase certeza que ninguém jamais recebeu duas penalidades de cinco segundos por algo tão ridículo antes", disparou.

Hamilton se defendeu e falou que suas manobras não foram tão graves a ponto de punições. "Não coloquei ninguém em perigo, fiz isso em um milhão de corridas ao longo dos anos e nunca fui questionado sobre isso. Mas é de se esperar. Eles estão tentando me impedir", acusou.

Além das duas punições de 5s cada pelas práticas de largada em local irregular, Hamilton teve, inicialmente, pena de dois pontos. Mas os comissários optaram por multa à Mercedes, líder do Mundial de Construtores e que só não venceu duas corridas nesta temporada.

"Não acho, necessariamente, que (a perseguição) seja para mim. Sempre que uma equipe está na frente, obviamente, fazem investigações minuciosas", disse. "Tudo o que temos no nosso carro está sendo verificado, triplamente checado. Eles estão mudando regras, como o regulamento do motor, muitas e muitas coisas para atrapalhar e tornar a corrida emocionante, presumo. Estamos lutando ladeira acima, mas está tudo bem, como se eu não tivesse enfrentado adversidades", encerrou o líder do Mundial de Pilotos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Bottas desabafa após vitória na Rússia e Hamilton reclama de punições 'ridículas'"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.