Esportes

Bottas admite erro e Verstappen se irrita: 'Tirado por uma Mercedes mais uma vez'

Da Redação ·

A história do GP da Hungria de Fórmula 1, neste domingo, no circuito de Hungaroring, vai para a posteridade como a corrida do francês Esteban Ocon, que venceu pela primeira vez na categoria. Mas tudo isso só foi possibilidade real por conta do enorme acidente causado por Valtteri Bottas na largada. O finlandês da Mercedes admitiu o erro e tentou se explicar.

continua após publicidade

Segundo ele, o que aconteceu foi um erro na decisão de em qual ponto da pista frear estando grudado atrás de Lando Norris. No fim das contas, Bottas acertou em cheio a traseira da McLaren do inglês e causou um "strike" memorável.

"Larguei mal e patinei na saída, então perdi o momento. Lando me passou e eu estava logo atrás na entrada da curva 1. Creio que julguei errado o ponto de frenagem. Não esperava que as rodas travassem, era eu quem estava atrás", justificou. "Acertei Lando e depois outros que estavam na frente dele. Não é bom para mim e nem para os outros. O que posso fazer? Eu estava atrás e travei os pneus", repetiu.

continua após publicidade

Logo após o acidente, Norris e o mexicano Sergio Pérez, da Red Bull mostraram enorme irritação. Depois, Bottas foi punido pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês) com a perda de cinco posições no grid do GP da Bélgica, marcado para o próximo dia 29.

Irritação também, e muita, foi vista em Max Verstappen, que começou o fim de semana disposto a dar a volta por cima depois do acidente forte sofrido há 14 dias no GP da Inglaterra, em Silverstone. Mas terminou a corrida na Hungria apenas em 10.º lugar, perdeu a liderança do Mundial de Pilotos para o inglês Lewis Hamilton. Tudo por conta do incidente com Bottas - o holandês da Red Bull foi uma das vítimas e fez toda a prova com o carro bastante avariado.

"Mais uma vez tirado por uma Mercedes, então não é isso o que você quer", bradou Verstappen em entrevista à emissora Sky Sports pouco depois da corrida. O piloto, claro, fez menção à batida sofrida depois de toque no carro de Hamilton na primeira volta do GP da Inglaterra. "A partir de então, perdi toda a minha lateral do carro. Toda a área do 'bargeboard'. O assoalho também foi danificado. Impossível pilotar. Ainda tentei o meu melhor e, pelo menos, marquei um ponto", descreveu.