Esportes

Bia Haddad sobe nos dois rankings e repete parceria campeã no Aberto da Austrália

Da Redação ·

Após conquistar o maior título na carreira, na chave de duplas do WTA 500 de Sydney, Beatriz Haddad Maia recebeu boas notícias neste domingo com a atualização dos rankings antes do Aberto da Austrália. Ela conseguiu evoluir bastante tanto na lista de simples como na de duplas. Além disso, vai manter a parceria campeã com a casaque Anna Danilina em Melbourne.

continua após publicidade

Número 1 do Brasil em simples, Bia Haddad ganhou posições no ranking e agora aparece no 83.º lugar. A paulistana de 25 anos furou o qualifying em Sydney, vencendo dois jogos, e perdeu na estreia da chave principal para a suíça Belinda Bencic. Com isso, recebeu 25 pontos.

Outro fator que contribui para a sua subida é o fato de o ranking deste domingo ter retirado os pontos antigos de seis torneios - Sydney e Hobart de 2020, Abu Dabi e mais três WTA 500 simultâneos de Melbourne em 2021.

continua após publicidade

Já no ranking de duplas, o salto foi de incríveis 332 posições após o título em Sydney, que rendeu 470 pontos no ranking para a brasileira. Bia Haddad agora é a número 150 do mundo na modalidade, ficando atrás da número 11 Luísa Stefani e da 133.ª colocada Carolina Meligeni Alves. Também no Top 200, a medalhista olímpica Laura Pigossi está na 163.ª posição.

Bia Haddad e Danilina jogarão juntas na chave de duplas do Aberto da Austrália e estreiam contra uma parceria formada por duas Top 20 de simples, a espanhola Paula Badosa e Elena Rybakina, números 6 e 12 do mundo, respectivamente.

Em caso de vitória, elas podem enfrentar a croata Darija Jurak e a eslovena Andreja Klepac, cabeças 7 em Melbourne, ou a parceria checa formada por Tereza Martincova e Marketa Vondrousova. No mesmo quadrante estão a australiana Samantha Stosur e a chinesa Shuai Zhang, cabeças 6 do torneio e campeãs em 2019.

continua após publicidade

Já na chave de simples, Bia Haddad estreia contra a americana de 20 anos Katie Volynets, que vem do qualifying e é a atual 178.ª do mundo. As jogadoras se enfrentaram apenas uma vez, no quali de Wimbledon em 2021, com vitória de Volynets.

Caso vença, a brasileira poderá enfrentar a romena Simona Halep, ex-número 1 e atual 15.ª do ranking, já na segunda rodada. Halep estreia contra a polonesa Magdalena Frech.