Esportes

Bastianini pressiona Bagnaia e vence em Le Mans; Miller e Espargaró fecham Top 3

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Enea Bastianini conquistou a vitória no GP da França neste domingo, a sua terceira pole em sete corridas na temporada, e se coloca de vez na briga pelo título da MotoGP. A corrida em Le Mans foi desastrosa para Francesco Bagnaia, que liderou boa parte da disputa, mas caiu na reta final e não completou a prova.

continua após publicidade

Aleix Espargaró segue dando motivos para uma renovação com a Aprilia. O piloto ficou na terceira posição em Le Mans e voltou a pontuar, assim como fez em todas as etapas até aqui. A segunda colocação ficou com Jack Miller. O australiano havia começado em segundo, fez uma ótima largada e uma prova firme para seguir na vaga.

"Estou muito feliz porque o fim de semana foi muito complicado para mim, caí muito e não estava bem em cima da moto, mas na corrida me senti bem, confortável para pressionar. Minha velocidade foi muito boa, tinha um grupo à minha frente. Fiz a manobra da prova, creio que deixei o Peco nervoso, ele cometeu um erro e a partir daí controlei a corrida. Agradeço também minha equipe por me fornecer uma moto competitiva, respondi com mais uma vitória", disse Bastianini após a vitória.

continua após publicidade

Correndo em casa, o francês Fabio Quartararo não fez uma boa largada e buscou a recuperação ao longo da prova. No fim, o piloto terminou na quarta colocação e se mantém na liderança do campeonato, com 102 pontos, quatro a mais que Espargaró. Com três pódios seguidos, Bastianini, também vencedor no Catar e no GP das Américas, é o terceiro, com 94 pontos. O italiano é o único a repetir vitórias na atual temporada.

O Circuito Bugatti recebeu público recorde de 110 mil e três pessoas neste domingo, o maior de um espetáculo esportivo na França. A prova teve sete quedas de pilotos, que não finalizaram a corrida.

"Foi a corrida mais difícil da temporada, quase caí várias vezes, varios pilotos caíram. Tentei encostar no Jack (Miller), mas o pneu esquentou muito. Sabia que o Quartararo estava atrás, mas eu estava por dentro e tinha como controlar. Não cometi erros e o pódio é a recompensa por isso", afirmou Espargaró, que termina em terceiro pela terceira prova seguida, após os GPs de Portugal e Espanha.

continua após publicidade

A CORRIDA

A largada foi muito movimentada e desastrosa para o campeão mundial Quartararo, que caiu da quarta para a nona colocação. O francês da Yamaha precisou se recuperar aos poucos na prova.

Quem começou muito bem foi Jack Miller, da Ducati, assumindo a pole do seu companheiro de equipe Fabio Bagnaia. Com pneus macios, Miller teve dificuldades para segurar Bagnaia, que rapidamente retomou a pole, e também Enea Bastianini, que tomou a segunda posição na 12ª volta.

continua após publicidade

Aleix Espargaró, Alex Rins, Joan Mir e Takaaki Nakagami largaram bem e conseguiram se manter no top 10, mas nem todos se mantiveram de pé. Rins foi para o chão logo na terceira curva, após sair da pista e não conseguiu voltar para a corrida. Mir, que se mantinha em quinto até a metade da disputa, também caiu e cedeu a posição para Quartararo. Já Nakagami perdeu algumas posições aos poucos.

Dois pilotos vindos da Moto2, Raúl Fernández e Remy Gardner também foram para o chão no setor dois e abandonaram a prova. O dia foi de quedas também para Jorge Martín, que caiu mais uma vez na temporada, acumulando mais tombos do que pontuações.

continua após publicidade

Marc Márquez, que chegou a ir ao chão durante o classificatório de sábado e também sucumbiu no aquecimento neste domingo, mostrou estar de fato enfrentando dificuldades por seu problema no ombro. Johann Zarco ganhou a sexta posição do espanhol e arrancou aplausos da plateia.

O duelo de italianos foi emocionante na pista francesa. Bastianini chegou a ultrapassar Bagnaia na volta 21, mas o piloto da Ducati retomou a ponta logo na sequência. Muito pressionado pelo compatriota, Bagnaia errou e perdeu a liderança. Quando já estava na segunda posição, o desastre aconteceu também para Peco, que foi ao chão. Favorito para vencer, Bagnaia abandonou a prova.

A queda de Bagnaia abriu espaço para Quartararo brigar pelo pódio com Espargaró, mas a consistência de Aleix seguiu assim como em toda competição e ele fechou em terceiro. Miguel Oliveira, que chegou a ser dúvida para a prova, foi ao chão já nas últimas voltas e também não terminou a prova.

continua após publicidade

Confira a classificação do GP da França:

1º - Enea Bastianini

2º - Jack Miller

continua após publicidade

3º - Aleix Espargaro

4º - Fabio Quartararo

continua após publicidade

5º - Johann Zarco

6º - Marc Márquez

7º - Takaaki Nakagami

continua após publicidade

8º - Brad Binder

9º - Luca Marini

10º - Maverick Viñales

11º - Pol Espargaro

12º - Marco Bezzecchi

13º - Fabio Di Giannantonio

14º - Alex Marquez

15º - Franco Morbidelli

16º - Andrea Dovizioso

17º - Darryn Binder

Não completaram a prova - Alex Rins, Joan Mir, Raúl Fernández, Remy Gardner, Jorge Martín, Francesco Bagnaia e Miguel Oliveira.