Esportes

Atlético-MG protesta na CBF por escolha do palco da final da Supercopa do Brasil

Da Redação ·

Ficar sabendo antes pela imprensa do Rio que a Arena Cuiabá foi escolhida para sediar a final da Supercopa do Brasil com o Flamengo desagradou a diretoria do Atlético-MG. O clube resolveu enviar um protesto à CBF questionando uma série de decisões da entidade.

continua após publicidade

Assinado pelo presidente do clube, Sérgio Coelho, o documento tem cinco pontos de protesto e indignação. Foi endereçado ao presidente da CBF, com cópias aos vice-presidente da entidade e ao diretor de competições.

"Sr. Ednaldo, presidente da CBF, respeitosamente, venho demonstrar minha indignação e meu sentimento de injustiça com a decisão tomada por V.Sa. de levar a Supercopa do Brasil para a Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Como é sabido, o Atlético foi campeão do Brasileirão e da Copa do Brasil, em 2021, enquanto o Flamengo entrou nessa disputa por mera liberalidade do regulamento, já que nada conquistou no ano passado", inicia o documento.

continua após publicidade

"Não obstante os fatos acima, a decisão do local do jogo, na forma que foi tomada, é extremamente prejudicial ao Atlético em vários aspectos", seguiu, listando as informações desagradáveis:

1) INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA DENTRO DA CBF - O Flamengo soube do local (Arena Pantanal) antes de o Atlético e mesmo a imprensa tomarem conhecimento. Prova disso, irrefutável, está no fato de já terem feito, desde o dia 7, reserva no melhor hotel da cidade (embora depois que a informação fora divulgada pela mídia, dissimuladamente, tentaram "vender" a ideia de que haviam sido feitas reservas em várias cidades);

2) FALTA DE ISONOMIA - V.Sa. fez escolha por uma praça que não dá ao verdadeiro Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil igualdade de torcida. Pelo contrário, a praça distingue um dos clubes em questão, principalmente pela dificuldade de logística para deslocamento dos nossos torcedores, enquanto nosso adversário tem grande torcida local;

continua após publicidade

3) ASPECTO FÍSICO - Ademais, o local é conhecido por ser um dos mais quentes nesta época do ano, com temperaturas extremamente elevadas. Ocorre que nosso adversário voltou de férias uma semana antes, ironicamente por não ter disputado sequer a final da Copa do Brasil, de modo que tende a se beneficiar no aspecto físico;

4) PREOCUPAÇÃO COM AS DECISÕES DA CBF - O Clube Atlético Mineiro cumpre as determinações da CBF, o que Flamengo não fez, por exemplo, ao proibir a entrada de nossos torcedores no Maracanã, no jogo do returno do Brasileirão do ano passado.

5) HISTÓRICO DE GRAVES PREJUÍZOS - V.Sa. sabe o tanto que o Galo já foi prejudicado pela arbitragem e também pela CBF nos anos 80, em benefício do Flamengo. Na decisão do Brasileiro de 80, por exemplo, a CBF inverteu o mando dos jogos finais em uma canetada, tirando o último jogo do Mineirão e levando para o Maracanã, para citar um só exemplo.

"Respeitamos a decisão da CBF, mas nos sentimos extremamente prejudicados e injustiçados, sentimento que é compartilhado por toda a nossa torcida que também está igualmente indignada", enfatizou o presidente do Atlético-MG. "Ficamos, também, extremamente preocupados com decisões tomadas por pressão do Flamengo."