Esportes

Atlético de Madrid sofre, mas vence Cádiz e fica com o terceiro lugar no Espanhol

Da Redação ·

De olho no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, terça-feira, na Inglaterra, diante do Manchester United, o Atlético de Madrid sofreu mais do que esperava para derrotar, nesta sexta-feira, em casa, o Cádiz, por 2 a 1, em duelo válido pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol.

continua após publicidade

Com o resultado, o Atlético alcançou os 51 pontos, na terceira colocação, à frente do Barcelona (48) e atrás de Real Madrid (63) e Sevilla (55). O Cádiz continua sua luta contra o rebaixamento, com somente 24 pontos, em 18º lugar.

O primeiro tempo foi surpreendente. A expectativa após o Atlético abrir o placar logo aos três minutos, com João Félix, após saída errada de bola do goleiro Ledesma, era de que o time anfitrião encontrasse facilidades para buscar mais uma vitória na competição.

continua após publicidade

Mas aconteceu exatamente o contrário. Apesar de lutar contra o rebaixamento, o Cádiz não se intimidou e partiu para o ataque, sem dar chances para o Atlético nos contra-ataques.

Com isso, a equipe visitante tomou conta da partida e somou pelo menos três boas oportunidades para pelo menos empatar. A instabilidade do Atlético deixou o técnico Diego Simeone desesperado à beira do gramado e o goleiro Oblak dentro de campo.

A situação poderia ter ficado muito pior para o Atlético, aos 39 minutos, quando o árbitro chegou a expulsar o lateral Reinildo, mas voltou atrás após analisar a falta no VAR.

continua após publicidade

O Cádiz não desistiu e obteve o empate aos 45, após belo cruzamento da esquerda feito por Espino na cabeça de Negredo. A cabeçada foi perfeita e decretou o justo empate após os primeiros 45 minutos.

A etapa final deixou os 50.573 torcedores presentes ao Estádio Metropolitano ainda mais surpresos, ao verem o Cádiz tomar a iniciativa em busca da virada no placar. Simeone percebeu e colocou, aos 15 minutos, Suárez e Correa em campo.

Com mais talento a seu favor, o Atlético, mesmo jogando mal, chegou ao segundo gol, com De Paul, após jogada coletiva do ataque da equipe de Madri, aos 23 minutos.

continua após publicidade

O Cádiz não perdeu o entusiasmo e manteve sua postura ofensiva. Não empatou com Hernandez,aos 28 minutos, porque Gimenez salvou em cima da linha. Aos 34, Alcaraz acertou uma bomba e quase surpreendeu Oblak.

Os minutos finais foram eletrizantes, principalmente quando Serrano, que havia entrado aos 39, foi expulso, aos 42, deixando o Atlético com dez jogadores em campo. Sentindo o abatimento do time, Simeone pediu o apoio da torcida, tornando o clima espetacular.

Com o apito final e os três pontos garantidos, o Atlético ganhou moral para ir até Manchester e tentar a vitória para se classificar para as quartas de final da Liga dos Campeões.