Esportes

Atlético de Madrid é punido por ato nazista e perde 5 mil ingressos contra o City

Da Redação ·

O flagrante da torcida do Atlético de Madrid fazendo saudação nazista à equipe no duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, no Ettihad Stadium, contra o Manchester City, não passará em branco. A Uefa julgou o ato como "conduta discriminatória" e puniu o clube espanhol fechando cinco mil lugares no Wanda Metropolitano no jogo de volta, nesta quarta-feira.

continua após publicidade

Os espanhóis já suspenderam as vendas dos ingressos para o local imposto para punição e terá um bom desfalque no apoio ao time que buscará virar o confronto, após derrota por 1 a 0 na casa do time de Pep Guardiola.

As punições não param por aí. O clube colchonero ainda será obrigado a jogar com um faixa no braço exibindo "não ao racismo". Vale lembrar que os jogadores do Atlético de Madrid não se ajoelham em movimento contra o racismo e sua torcida tem cânticos fascistas.

continua após publicidade

Torcedores do Manchester City também fizeram denúncias sobre atos discriminatórios no dia do jogo de ida, na Inglaterra, e a Uefa prometeu punições severas caso houvesse comprovação. Caso o Atlético se classifique, novas penas podem vir.

A fanática torcida do Atlético de Madrid costuma ser bastante hostil com jogadores visitantes e vira e mexe é envolvida em confusão. Dia desses foi acusada de racismo contra dois jovens de 18 anos. Contra o Manchester United, perseguiu Cristiano Ronaldo o jogo todo.