Esportes

Após anúncio de possível venda, Chelsea vira e avança na Copa da Inglaterra

Da Redação ·

O dia do Chelsea vem sendo de muita emoção. Após o bilionário russo Roman Abramovich confirmar que venderá o clube, devido o aumento da tensão com a guerra da Rússia com a Ucrânia, o time londrino entrou em campo contra o Ludon, time da Segunda Divisão do Campeonato Inglês, sofreu, mas conseguiu confirmar a classificação às quartas de final da Copa da Inglaterra com uma virada por 3 a 2, na tarde desta quarta-feira, no estádio Kenilworth Road.

continua após publicidade

Com isso, o Chelsea se junta aos já classificados Manchester City, Crystal Palace, Middlesbrough e Southampton na próxima fase, este último também avançou nesta quarta-feira ao derrotar o West Ham por 3 a 1. Os confrontos serão definidos através de sorteio, a ser realizado nesta quinta-feira, às 16h30 (Horário de Brasília).

Como tem sido nos últimos jogos na Inglaterra, os torcedores novamente demonstraram apoio ao povo ucraniano. Várias faixas com a bandeira da Ucrânia estiveram presentes no estádio Kenilworth Road.

continua após publicidade

O Chelsea foi a campo com um time misto, mas com alguns de seus principais destaques como titular, a exemplo de Jorginho e Lukaku, mas o que chamou a atenção foi a presença do brasileiro Kenedy na lateral-esquerda. Tuchel pediu o retorno do ex-flamenguista justamente para utilizá-lo na linha defensiva, bem diferente de sua posição de origem.

Quando a bola rolou, o Chelsea não demorou para ser surpreendido. Logo aos dois minutos, Burke aproveitou a cobrança de escanteio para abrir o placar com uma bela cabeçada, sem chance para Kepa. O time londrino, no entanto, empatou, aos 26, com Saúl. Ele aproveitou a cobra para, de primeira, deixar tudo igual.

O Luton não estava propenso a facilitar a vida do Chelsea e desempatou aos 39 minutos. Gomes deu linda assistência para Cornick, que apareceu livre pela esquerda e tocou na saída de Kepa. Novamente em vantagem, a equipe da Segunda Divisão da Inglaterra resolveu recuar e chamou o adversário para o seu campo de defesa.

A tática deu resultado até aos 22 minutos, quando Timo Werner recebeu de Loftus-Cheek, dominou dentro da área e mandou para o fundo das redes. A virada veio aos 23, com Lukaku. O belga, carrasco do Palmeiras, recebeu cruzamento de Timo Werner e decretou a vitória do Chelsea com um leve empurrão de pequena esquerda, na pequena área.