Esportes

Al Jazira abre Mundial de Clubes com goleada sobre time semiamador do Taiti

Da Redação ·

O Mundial de Clubes dos Emirados Árabes Unidos começou nesta quinta-feira com muitos gols e nenhuma surpresa. Representante do país-sede, o Al Jazira não encontrou dificuldades para passar pelo Pirae, time semiamador do Taiti, com goleada por 4 a 1 no Estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dabi. O time da casa ainda teve três gols anulados pelo VAR.

continua após publicidade

Com o resultado, o primeiro adversário do Chelsea no Mundial de Clubes será um rival árabe, já que o Al Jazira vai enfrentar o Al Hilal, da Arábia Saudita, na próxima fase. Quem ganhar encara o campeão europeu por vaga na decisão.

O Al Jazira, representante dos Emirados Árabes Unidos na competição, precisou de apenas quatro minutos para comprovar seu favoritismo diante do Pirae, decacampeão do Taiti, convidado para substituir o Alckland City, campeão da Oceania e pelo segundo ano fora do Mundial por causa das restrições imposta pela Nova Zelândia ao combate à covid-19.

continua após publicidade

Diante de um oponente formado por muitos jogadores amadores, o time do Oriente Médio foi logo para cima e não encontrou resistência para abrir o marcador. O camisa 9 Alameri fez 1 a 0, escorando cruzamento. Ele ainda desperdiçou outras duas grandes chances antes dos 20 minutos. Parou no goleiro e depois, sozinho, bateu colocado para fora.

Gols que não fizeram falta. Em jogada iniciada pelo brasileiro Victor Sá, que disputou com o defensor e a bola sobrou para Diaby, o rebate do goleiro acabou na cabeça de Al Hashmi: 2 a 0, aos 24. Alameri teve dois gols anulados antes do intervalo, um ao cabecear para as redes, mas a bola desviar em seu braço, e outro por impedimento. Ambos informados pelo VAR.

Se o atacante estava com falta de sorte, os companheiros caprichavam no treino de luxo. Victor Sá sofreu falta na entrada da área e Kosanovic bateu no canto para ampliar. O Tirae sofreu bastante com o preparo físico e não conseguiu segurar os árabes nos 45 minutos iniciais.

continua após publicidade

O Al Jazira voltou para o segundo tempo com mudanças, até no gol, para girar o elenco e dar oportunidade aos demais jogadores. Vale lembrar que muitos titulares estavam com a seleção nas Eliminatórias e foram poupados nesta quinta.

Uma das novidades, Al Ameri nem tocou na bola e foi vazado. O goleiro reserva acabou surpreendido com gol contra do marroquino Rabii. O lateral tentou cortar o cruzamento, contudo pegou mal na bola, que bateu na trave e entrou. Com vantagem tranquila no placar, o time anfitrião retornou do vestiário sonolento e vendo o rival, enfim, chegar ao ataque.

O Al Jazira demorou 14 minutos para criar a primeira chance. Victor Sá mandou por cima. Já Diaby não desperdiçou o passe do brasileiro. Dominou e, com frieza, bateu colocado em belo gol. Substituto de Alameri, Mabkhout "imitou" o companheiro e também teve gol anulado por impedimento acusado pelo VAR. Mas a goleada já estava decretada e bastou fazer o tempo passar.