Esportes

Em Salvador, Bahia e Coritiba ficam no empate por 0 a

Da Redação ·

Não foi desta vez que o Bahia venceu em casa - ou que o Coritiba conseguiu um triunfo como visitante - no Campeonato Brasileiro. Os times fizeram um jogo movimentado no estádio de Pituaçu, em Salvador, mas erraram muito e não conseguiram sair do 0 a 0. Com o resultado, o time paranaense caiu para a 12.ª posição, com 14 pontos. Já o baiano se manteve como primeiro fora da zona de rebaixamento - em 16.º lugar, com 11 pontos.

continua após publicidade

Precisando da vitória, os dois times começaram a partida tentando jogar com velocidade. O Bahia iniciou a partida com formação mais ofensiva que a habitual, com o meia-atacante Lulinha no lugar do contundido volante Diones e com o atacante Gabriel improvisado na lateral direita, no lugar de Jancarlos, suspenso. A equipe ficava mais com a bola, mas, mostrando ansiedade, errava muitos passes.

continua após publicidade

O Coritiba aproveitava-se dos erros e da fraca marcação do adversário no meio de campo para construir contra-ataques. Ao fim do primeiro tempo, o time havia criado as melhores chances de gol. "Temos de marcar um pouco melhor no meio para conseguir sair com mais velocidade", analisou o técnico René Simões, do Bahia, no intervalo.

continua após publicidade

Para tentar reverter o quadro, o treinador promoveu duas estreias no time baiano: o volante Fabinho e o veterano atacante Reinaldo - este último contratado do Figueirense esta semana - entraram logo aos 10 minutos do segundo tempo.

Como não houve mudança no panorama da partida - o Coritiba continuava criando as melhores jogadas e a torcida começava a protestar -, dez minutos depois o meia Ricardinho entrou no lugar do volante Marcone. Nem a expulsão do volante Leandro Donizete, aos 23, ajudou o time da casa. Aos 43, foi a vez de o atacante Jobson, do Bahia, ser expulso.

continua após publicidade

Ao fim do jogo, a torcida vaiou muito o time e cantou "Adeus, René" no estádio. "É uma reação normal em qualquer lugar do mundo: se o time não ganha, o torcedor protesta", disse o treinador. "Criamos algumas chances, mas não fomos ''aquele'' Bahia".

continua após publicidade

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o São Paulo, nesta quarta-feira, enquanto que o Bahia vai ao Rio de Janeiro, na quinta, para enfrentar o Vasco. A equipe paranaense não poderá contar com o meia Tcheco, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e o volante Leandro Donizete, expulso. Já o Bahia não vai ter o volante Fahel e Jobson, também suspensos, e o meia Carlos Alberto, por restrição contratual, na partida contra o Vasco.

continua após publicidade

Ficha técnica

Bahia 0 x 0 Coritiba

Bahia - Marcelo Lomba; Gabriel, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Marcone (Ricardinho), Fahel, Carlos Alberto e Lulinha (Fabinho); Jobson e Júnior (Reinaldo). Técnico: René Simões.

continua após publicidade

Coritiba - Edson Bastos; Jonas, Pereira, Emerson e Eltinho; Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Bill (Geraldo). Técnico: Marcelo Oliveira.

Cartões amarelos - Fahel, Marcelo Lomba e Paulo Miranda (Bahia); Tcheco (Coritiba).

Cartões vermelhos - Jobson (Bahia); Leandro Donizete (Coritiba).

Árbitro - Wilton Pereira Sampaio (DF).

Renda - R$ 481.965,00.

Público - 21.151 pagantes.

Local - Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA).