Esportes

Mano elogia evolução da seleção e deve manter time no domingo

Da Redação ·
Mano Menezes elogia evolução da seleção e deve manter time no domingo
fonte: Arquivo
Mano Menezes elogia evolução da seleção e deve manter time no domingo

O técnico Mano Menezes deixou claro, nesta quinta-feira, que ficou satisfeito com o desempenho da seleção brasileira na vitória por 4 a 2 sobre o Equador, na última quarta à noite, em Córdoba, que classificou o Brasil às quartas de final da Copa América. O treinador minimizou a importância das falhas individuais - principalmente de Julio Cesar nos dois gols - e deu sinais de que manterá a mesma equipe titular no confronto do próximo domingo, contra o Paraguai, em La Plata, que valerá uma vaga na semifinal.

continua após publicidade

O crescimento da seleção em relação aos dois primeiros jogos acabou sendo evidente em alguns setores do time, e o comandante fez vários elogios à atuação brasileira. "As opções (de escalação) podem ser consideradas coerentes em função de termos feito jogos com as duas formações. O mais importante é nós pensarmos a seleção brasileira como a afirmação dessa ideia e manter a mesma proposta. E precisamos avançar nessa afirmação. E o que mantém essa proposta é sair firme com essa condição de que estamos melhores, mais consistentes. A equipe esteve bem mais solta e quando isso acontece vai dando confiança para mantermos (o time) contra todos os adversários. É isso que queremos desde o começo do nosso trabalho", ressaltou o treinador, durante entrevista coletiva, em Campana, na Argentina.

continua após publicidade

Maicon, por exemplo, se destacou ao substituir Daniel Alves, titular da lateral direita nos dois primeiros jogos do Brasil. E Mano enfatizou que o Brasil cresceu bastante naquele setor do campo na parte ofensiva. Por isso, tudo indica que o jogador da Inter de Milão seguirá no lugar do atleta do Barcelona no confronto diante dos paraguaios.

"A gente não vinha produzindo bem pelo lado direito, embora até pouco tempo (antes do início da Copa América) vínhamos produzindo bem. Quando você tem dois grandes jogadores você fica mais tranquilo para tomar essa decisão (de mexer no time). Com o Maicon, a seleção cresceu pelo lado direito. A opção do momento foi acertada em função disso. Ele (Daniel Alves) não deixa de ser o grande jogador que é por isso e tenho confiança para colocá-lo no momento em que eu precisar", reforçou Mano.