Esportes

Mano critica lentidão do ataque do Brasil em estreia

Da Redação ·
Mano critica lentidão do ataque do Brasil
fonte: Arquivo
Mano critica lentidão do ataque do Brasil

O técnico Mano Menezes avaliou que a seleção brasileira pecou pela falta de força ofensiva no empate sem gols contra a Venezuela. O treinador reclamou da lentidão e da obviedade dos seus comandados, mas disse que avaliará os desempenhos individuais inetrnamente.

continua após publicidade

"Fomos lentos em determinadas horas, outras erramos o último passe, outras jogamos de forma óbvia. Deixamos um isolado no ataque entre dois zagueiros. Precisamos melhorar esse aspecto", reclamou.

“Controlamos bem o jogo, propusemos o jogo durante grande parte da partida. O que nos faltou foi mais força ofensiva, principalmente no segundo tempo”, analisou o treinador da seleção.

continua após publicidade

BRASIL SÓ EMPATA NA ESTREIA

Desde o início, a partida parecia fácil tamanho era o domínio do Brasil. O tempo passou, os comandados de Mano Menezes exageraram nas firulas e nos erros e o pior aconteceu. Um frustrante empate por 0 a 0 com a Venezuela, na estreia da Copa América, em La Plata, na Argentina. Ao término do jogo, neste domingo, vaias Mano Menezes acha que a seleção brasileira terá mais facilidades para a partida contra o Paraguai, pois será um adversário que buscará sair para o jogo.

“O jogo contra o Paraguai será diferente para nós, pois foi uma seleção que esteve na Copa do mundo, fez um bom Mundial e traz consigo a responsabilidade de sair para o jogo, jogar mais. Quando os grandes começam a se enfrentar, correm mais riscos”.

O treinador da seleção brasileira não economizou nas críticas durante a entrevista coletiva após a partida contra os venezuelanos. Sobrou para todo mundo: até o gramado e a arbitargem foram alvos das queixas do treinador.

continua após publicidade

"Me parece também que a condição do gramado atrapalhou muito, principalmente de mais velocidade, de mais habilidade; quando um jogador arrancava dava pra ver um pedaço de grama levantando", disparou.

Sobre o árbitro, Mano disse que ele teve um desempenho abaixo da média. "Um pouco abaixo do jogo, né? Parece um árbitro novo que não comprometeu para nenhum lado, teve uma arbitragem média, não temos do que reclamar de modo geral, mas ficou um pouco abaixo. Deixou a Venezuela repetir muitas faltas. Você precisa advertir e ele não fez".