Esportes

Ceni leva outro frango, e Botafogo derrota São Paulo no Morumbi

Da Redação ·
Ceni observa a bola entrar lentamente após falhar em chute de Elkeson
fonte: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Ceni observa a bola entrar lentamente após falhar em chute de Elkeson

A expressão “nada como um dia após o outro” não serve para Rogério Ceni. Depois de falhar na goleada para o Corinthians, na última rodada, o goleiro são-paulino voltou a levar um frango na noite desta quarta-feira (29), no Morumbi. Melhor para o Botafogo, que venceu por 2 a 0 e se consolidou no G-4.

continua após publicidade

Para isso, foi determinante a má fase de Rogério Ceni. Aos 35min do primeiro tempo, o arqueiro espalmou para dentro chute fraco e de longe de Elkeson, inaugurando o placar para o Botafogo.

continua após publicidade

- Eu errei, foi um gol bobo.

continua após publicidade

Curiosamente, antes de a bola rolar, o eterno goleiro reserva do São Paulo, Bosco, se despediu do clube ao lado de Miranda, recebendo uma placa da diretoria como forma de agradecimento.

Com a derrota, a segunda seguida, o São Paulo deve viver uma semana de muita pressão, que pode sobrar para o técnico Paulo Cesar Carpegiani, chamado de "burro" no Morumbi. Para piorar, o clube perdeu a liderança para o rival Corinthians, que foi para 16 pontos, contra 15 do Tricolor.

continua após publicidade

Quem não teve nada a ver com os problemas são-paulinos foi o Botafogo. Bem armado e explorando os contra-ataques puxados por Maicosuel e Elkeson, confirmou o bom momento e chegou aos 14 pontos, ao vencer a segunda seguida.

continua após publicidade

O Alvinegro perdeu apenas na estreia do Nacional e, depois, conseguiu três triunfos e dois empates. Na próxima rodada, recebe o Atlético-GO, no Engenhão, no dia 7 de julho, às 19h30. Um dia antes, no mesmo estádio, o São Paulo encara o embalado Flamengo, às 21h50.

continua após publicidade

Nesta noite, quando a bola rolou, Rogério Ceni deu a falsa impressão de que se redimiria do duelo contra o Corinthians. Bem colocado, defendeu chute de Herrera, aos 2min, e cabeçada de Antonio Carlos, aos 18min. Porém, não segurou o arremate de Elkeson, aos 35min, da intermediária, aceitando chute fraco, no canto.

Sem Lucas, o São Paulo não era sombra do time que venceu as cinco partidas seguidas no Brasileiro e abusou dos cruzamentos na área, que pouco ameaçaram a meta de Renan.

Na segunda etapa, o Botafogo liquidou o jogo logo aos 5min. Maicosuel invadiu a área e foi derrubado por Luiz Eduardo. Pênalti, que Herrera cobrou com força, no canto, e não deu chance a Rogério Ceni, que até escolheu o lado certo.

Depois disso, Carpegiani apelou para o veterano Rivaldo, que entrou no lugar de Ilsinho. Tirou também Fernandinho e colocou Henrique. O máximo que o Tricolor conseguiu foi uma falta na intermediária, que Rogério Ceni isolou, aos 24min. Aos 40min, o Botafogo quase ampliou, mas Caio mandou por cima do travessão, livre na área.