Esportes

Com técnico interino, Vitória bate Vila Nova por 1 a 0

Da Redação ·
Sob os olhares atentos do técnico Geninho, que acompanhou tudo das arquibancadas, o Vitória não mostrou um bom futebol e só venceu o Vila Nova por 1 a 0, neste sábado à tarde, no Estádio Barradão, em Salvador, pela abertura da Série B do Campeonato Brasileiro. Geninho só vai estrear na segunda rodada da competição na vaga deixada por Antônio Lopes, que acaba de ser demitido. Por isso, Ricardo Silva atuou como técnico interino do time baiano. O resultado foi justo. O único gol do jogo deste sábado foi marcado por Neto Baiano, aos 33 minutos do segundo tempo. O Vitória começou buscando jogadas de ataque e o Vila Nova aproveitou para encaixar contra-ataques. Em um desses lances, o time goiano quase abriu o placar. Aos cinco minutos, Betinho recebeu dentro da área e bateu cruzado, mas viu a bola sair pela linha de fundo. Mas foram os baianos que tiveram maior volume de jogo e exigiram, na parte final, boas defesas do atento goleiro Michel Alves. O empate parcial, porém, foi justo. Na volta para o segundo tempo, o técnico Heron Ferreira fez duas mudanças no Vila. Colocou Lázaro no lugar de Ben Hur e Luis Fernando na vaga do meia Pereira. Além disso, adiantou um pouco a marcação, saindo da pressão baiana. O jogo ficou mais

Equilibrado. O Vitória, porém, marcou seu gol aos 33 minutos. Rildo fez bela jogada individual pelo lado esquerdo da área e passou para Neto Baiano. O atacante bateu de esquerda e mandou a bola no canto esquerdo de Michel Alves. Na segunda rodada da Série B, então com a estreia de Geninho, o Vitória vai enfrentar o Icasa, no Ceará, no próximo sábado, às 16h20. Na sexta-feira à noite,

em Goiânia, o Vila Nova recebe a Ponte Preta, destaque nesta primeira rodada ao golear o ASA, por 4 a 0.

FICHA TÉCNICA: Vitória 1 x 0 Vila Nova Vitória - Fernando; Nino, Reniê, Léo Fortunato e Iuri; Esdras, Uelliton, Mineiro (Nicão) e Elkeson (Rildo); Geovanni e Neto Baiano (Edson). Técnico - Ricardo Silva (interino). Vila Nova - Michel Alves; Henrique, Augusto e Ben Hur (Lázaro); Luizinho, Adilson, Pereira (Luis Fernando), Paulo César e Éder Lima; Roni e Betinho (Wando). Técnico - Heron Ferreira. Gol - Neto Baiano, aos 33 minutos do segundo tempo. Árbitro - Devarly Lira do Rosário (ES). Cartões amarelos - Pereira, Henrique, Augusto e Roni. Renda - R$ 65.240,00 Público - 6.912 pagantes. Local - Estádio do Barradão, em Salvador (BA).

continua após publicidade