Esportes

Santos vence e é bicampeão paulista

Da Redação ·
Santos vence e é bicampeão paulista
fonte: Arquivo
Santos vence e é bicampeão paulista

De forma indiscutível, o Santos conquistou neste domingo o bicampeonato paulista. Com um gol de Arouca - que revelou durante a semana ter sonhado com o gol do título - e outro de Neymar, em frango do goleiro Julio Cesar, o time santista fez 2 a 1 no Corinthians, neste domingo, na Vila Belmiro, e faturou o Campeonato Paulista pela 19.ª vez em sua história. Morais descontou em falha de Rafael.

continua após publicidade


A taça conquistada na primeira final de Paulistão na Vila Belmiro confirma a supremacia santista no campeonato estadual neste século. Afinal, esta foi a quarta conquista em 11 anos, deixando para trás o Corinthians, que levantou o troféu em três oportunidades. Antes, o Santos havia sido campeão em 2006, 2007 e 2010.


O título mostrou ainda a força do elenco santista. Com Elano e Neymar apagados e Ganso machucado, Arouca, Adriano e ao setor defensivo de maneira geral fizeram a parte deles, se destacaram, e conduziram o Santos ao bicampeonato. Mesmo sem marcar, Elano ficou como artilheiro do Paulistão, com 11 gols, ao lado do corintiano Liedson.

continua após publicidade


Apesar do título, os laterais Jonathan e Léo deixaram o campo sentindo dores e podem desfalcar o Santos na quarta-feira, no Pacaembu, contra o Once Caldas, no jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores.


SÓ DÁ SANTOS - Na entrevista coletiva de sexta-feira, Tite prometeu que o Corinthians não iria mudar seu estilo de jogo e atacaria o Santos, tentando diminuir os espaços para que o adversário tivesse dificuldades em tocar a bola. A promessa, porém, não foi posta em prática. No papel, o time até era ofensivo, com Jorge Henrique, Dentinho e Liedson. Mas, na prática, só o Santos é que trabalhava a bola. E os donos da casa eram muito beneficiados pela volta de Arouca, volante que havia perdido o primeiro jogo da decisão com um edema na coxa direita.


O Santos balançou a rede pela primeira vez aos 14 minutos. Zé Eduardo foi lançado nas costas da defesa e bateu cruzado para o fundo do gol. Mas o lance já estava parado, uma vez que a auxiliar Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo marcava impedimento. Dois minutos depois, em mais um acerto dela, o time da casa abriu o placar.

continua após publicidade


Léo tocou em profundidade para Zé Eduardo, que saiu da mesma linha de Chicão, o penúltimo homem da defesa corintiana, recebeu pela esquerda da área e bateu cruzado. Errou o chute, mas deu ótima assistência para Arouca se antecipar a Julio Cesar e marcar o primeiro gol dele com a camisa santista.


Sem poder de reação, o Corinthians quase viu Arouca fazer também o segundo. O volante pegou rebote na meia lua, matou no peito e acertou um petardo na trave esquerda de Julio Cesar, que desviou com a ponta dos dedos para salvar.


Mas não era só o setor ofensivo do Corinthians que não funcionava. A zaga, sempre postada em linha, corria sérios riscos frente ao rápido ataque santista. E a tentativa ruim de criar um impedimento só não foi responsável também pelo segundo gol santista porque Neymar errou de forma que ele não costuma errar. O atacante recebeu de frente para Julio Cesar, tentou um chute no ar, que não desequilibrou o goleiro, e acabou chutando em cima do corintiano e desperdiçando chance clara.

continua após publicidade


GOLEIROS FALHAM - O Corinthians voltou para o segundo tempo com uma alteração comum. Wiliian entrou no lugar de Dentinho, que chorou ao fazer provavelmente a sua despedida do clube. Ele já está negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Depois, Bruno César também se despediu, dando lugar a Morais.


Com o Santos cansado e o Corinthians precisando reverter o placar adverso, o jogo mudou completamente. Os visitantes passaram a jogar no ataque e os donos da casa se preocupavam em defender e tentar sair no contra-ataque.

continua após publicidade


Ainda assim foi o Santos que teve melhores chances. Aos 4, Alan Patrick desviou de cabeça na segunda trave, balançou as redes, mas teve o gol anulado por impedimento. Depois, aos 12, Neymar fez jogada individual e tocou para Elano, que chutou cruzado e mandou a bola à direita do gol. O Corinthians revidou em seguida. Willian bateu com efeito de fora da área e Rafael espalmou.


Quanto mais o jogo se aproximava do final, mais o Santos recuava e o Corinthians pressionava. Em um raro contra-ataque, aos 38, Neymar recebeu pela esquerda da área e bateu fraco, no meio do gol. Julio César tentou agarrar a bola molhada pela chuva e levou um frango histórico.


Menos mal para o Corinthians que Rafael não quis ficar atrás. Três minutos depois, Morais cruzou na área, ninguém desviou, o goleiro demorou a pular e viu a bola entrar em seu canto esquerdo, reascendendo a esperança corintiana. Apesar da pressão no fim, não houve tempo para evitar o bicampeonato santista.

continua após publicidade


FICHA TÉCNICA:


Santos 2 x 1 Corinthians


Santos - Rafael; Jonathan (Pará), Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Arouca, Elano e Alan Patrick (Rodrigo Possebom); Neymar e Zé Eduardo. Técnico: Muricy Ramalho.

continua após publicidade


Corinthians - Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Ramírez) e Bruno César (Morais); Jorge Henrique, Dentinho (Willian) e Liedson. Técnico: Tite.


Gol - Arouca, aos 16 minutos do primeiro tempo; Neymar, aos 38, e Morais, aos 41 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira.

Cartões amarelos - Neymar, Léo, Pará, Elano, Liedson, Fábio Santos e Chicão.

Renda - R$ 745.610,00.

Público - 14.322 pagantes.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos.