Esportes

Santos, Grêmio e Atlético-MG jogam por hegemonia em Campeonatos

Da Redação ·
Decisões estaduais têm seu segundo e decisivo capítulo neste domingo, a partir das 16h
fonte: Gazeta Press
Decisões estaduais têm seu segundo e decisivo capítulo neste domingo, a partir das 16h

Santos, Grêmio e Atlético-MG entram em campo neste domingo (15) para ampliar sua hegemonia recente nos Campeonatos Estaduais. Diante de seus principais rivais, os três times jogam em vantagem na busca pelo bicampeonato.

continua após publicidade

A situação mais confortável é a do Grêmio, que recebe o Internacional no Estádio Olímpico na mesma condição de 2010: venceu o jogo de ida por 2 a 0, no Beira-Rio, e pode até perder por um gol de diferença em casa – foi o que aconteceu, aliás, no ano passado, quando o Inter venceu por 1 a 0 o jogo decisivo, mas acabou sem a taça. 

Em Minas, o Atlético joga por um empate diante do Cruzeiro, depois da vitória por 2 a 1 no jogo de ida, mas desta vez terá torcida contra – por causa da pequena capacidade do estádio em Sete Lagoas, apenas torcedores do Cruzeiro poderão ir ao jogo.

continua após publicidade

Para o Santos, a única vantagem é justamente jogar em casa diante do Corinthians, na Vila Belmiro, já que qualquer empate leva a decisão para os pênaltis, após o 0 a 0 da semana passada, no Pacaembu.  

Se ficar com a taça, o Santos chegará a quatro títulos em seis anos - venceu também em 2006 e 2007 - , e será o maior campeão paulista do século. O Corinthians também briga por esse feito, já que foi campeão em 2001, 2003 e 2009, este em cima do próprio Santos. No total, porém, o time do Parque São Jorge tem larga vantagem – já venceu o Estadual em 26 ocasiões, contra 18 do rival deste domingo.

Em Minas, o Atlético pode conseguir seu primeiro bicampeonato desde 1999/2000, mas ainda ficará longe do rival, que foi campeão cinco vezes desde 2001 e reduziu bastante a vantagem histórica – o Galo tem 40 títulos mineiros, contra 35 do Cruzeiro.

No Sul, o Grêmio pode voltar a ser bi, como foi em 2006 e 2007, depois de um bi do Inter nesse período, em 2008 e 2009. Neste século, a vantagem é colorada, 6 a 4, assim como em todos os tempos, 39 a 36.