Esportes

Muricy depende dos médicos para escalar o Santos

Da Redação ·
Se vai poder contar com a volta de Elano, que ficou de fora do jogo contra o América do México por conta de um edema na coxa, o técnico Muricy Ramalho pode ter outros dois desfalques para o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista, contra o Corinthians. Arouca e Léo não treinaram nesta sexta-feira e são dúvidas. Os dois deixaram o jogo de terça-feira, no México, sentindo dores musculares e podem desfalcar o time no domingo, no Pacaembu. "Não é questão de poupar. Só vai ficar fora quem tiver problema de ordem médica. Temos que olhar com carinho senão você acaba estourando o jogador. A gente conversa com os médicos. Depois tem a parte de fisiologia, que pode prever lesões. E aí vem o principal, que é o atleta", explicou Muricy. O treinador sabe que a equipe vem de uma maratona de jogos decisivos desde a sua chegada. E na quarta-feira que vem tem outro jogo, contra o Once Caldas, na Colômbia, pelas quartas de final da Copa Libertadores. "A sequência de jogos, inclusive com viagens, está sendo muito grande. O jogador tem que estar apto para jogar", lembrou. Para o lugar de Arouca, Adriano seria mantido na equipe, atuando ao lado de Danilo e Elano. Se Léo não puder atuar, Alex Sandro é o substituto natural. O treinador vai tentar o seu segundo título do Paulistão. "Eu ganhei um pelo São Caetano. Foi difícil, porque não foi por um time grande. Desde que cheguei aqui só tive jogos decisivos. Estar em um time como o Santos e em uma final, você já tem que estar motivado", completou.
continua após publicidade