Esportes

Renato pode ter nove desfalques para escalar Grêmio

Da Redação ·
Assim como já havia acontecido no jogo que causou a eliminação do Grêmio da Copa Libertadores, contra a Universidad Católica, também contra o Inter, neste domingo, Renato Gaúcho terá muitas dificuldades em escalar a equipe. Nada menos que nove jogadores podem ser desfalque. O único que com certeza ficará fora é Adilson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Todos os outros dependem do departamento médico. Os com mais chance de atuar são Willian Magrão, Diego Clementino e Lúcio, que treinaram com bola nesta sexta-feira, mas separadamente do grupo que participou de um rachão. Fábio Rochemback e André Lima correram no gramado, mas dificilmente voltam, assim como Bruno Collaço. Gabriel nem esteve em campo nesta sexta, enquanto Victor fez uma atividade física depois que todo o restante do elenco já havia deixado o treinamento no Olímpico. Ambos dificilmente jogam o clássico de domingo. Com tantos problemas, Renato Gaúcho desabafou em entrevista coletiva e declarou que não revela o time que pega o Inter não por querer esconder o jogo, mas por não ter mínima ideia de quem vai poder entrar em campo no Beira-Rio. "Meu maior problema não é escalar o time, é saber com quem vou contar. São muitos problemas e todo dia aparece outro. Nem quero esconder nada, já tenho problemas suficientes. Não que eu não queria dar pistas, mas não sei qual time vai jogar", afirmou o treinador. O Grêmio volta a treinar no sábado pela manhã, mas provavelmente sem treino coletivo ou tático. A atividade será aberta à torcida, apesar da pressão recebida dela no sábado passado, na véspera da final do segundo turno do estadual, perdida para o Inter.
continua após publicidade