Esportes

Andrés evita dar prazo para início das obras no estádio

Da Redação ·
Depois de seguidos adiamentos, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, disse nesta sexta-feira que não vai dar mais prazos para o início das obras do estádio do Corinthians, a ser construído no bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo. O fato é que o local, já escolhido para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014 na capital paulista, não ficará pronto para receber a Copa das Confederações em 2013. Após participar do Seminário Copa 2014 no Estado de São Paulo, nesta sexta-feira, na Assembleia Legislativa, Andrés não quis confirmar o prazo dado no dia anterior pelo vice-presidente de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, segundo o qual as obras do estádio teriam início em junho. "Eu não sei, não falo mais nada. A minha data era abril e eu já menti. Então, não tem mais data. Um dia começa", afirmou o presidente do clube. Andrés disse esperar que as últimas pendências para autorizar o início da construção sejam concluídas até a próxima semana. "Nós não podemos começar as obras sem estar tudo rigorosamente certinho. Ninguém está trabalhando contra. Só que ainda precisamos de autorizações que são necessárias", explicou o dirigente, que também defendeu-se das acusações de que o empreendimento esteja atrasado. "As obras para todas as Copas do Mundo atrasam. Todas saem em cima da hora." Ele ressaltou ainda que o Corinthians nunca pleiteou sediar o evento. "Eu nunca pedi a abertura da Copa do Mundo. O evento não é para o Corinthians, mas para a cidade. O estádio, inclusive, já teria começado a ser construído, não fossem as mudanças necessárias para adequá-lo para a Copa do Mundo", afirmou Andrés. "Isso atrapalhou muito e ainda está atrapalhando. Ninguém faz um projeto de estádio para 65 mil pessoas em cinco ou seis meses. É praticamente impossível, mas foi feito e todo mundo está trabalhando 24 horas por dia para isso." Ao admitir que o estádio não ficará pronto para a Copa das Confederações, Andrés revelou que a sua sugestão para que São Paulo receba o evento é utilizar a Arena Palestra, que está sendo construída pelo Palmeiras. "Eu acho que se o Parque Antártica estiver pronto antes, podemos utilizá-lo. Mas, infelizmente, eu não sei como está o andamento das obras por lá", afirmou o dirigente corintiano. Diante desse cenário, Andrés reconheceu que a chance da cidade de São Paulo ficar fora da Copa das Confederações é grande. "Pelo que eu sinto, não fui comunicado oficialmente, a Copa das Confederações em São Paulo já era", avisou o presidente do Corinthians. Ao comentar a sugestão de Rosenberg, para que o Morumbi seja utilizado no torneio de 2013, o cartola ironizou: "Ele é um grande brincalhão".
continua após publicidade