Esportes

Palmeiras volta de ônibus para evitar protestos

Da Redação ·
A delegação do Palmeiras retornou de Curitiba para São Paulo de ônibus, durante a madrugada de sexta-feira, com a intenção de evitar protestos de seus torcedores, revoltados com a derrota por 6 a 0 para o Coritiba, na noite de quinta-feira, no Estádio Couto Pereira, em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. A programação inicial indicava o retorno do Palmeiras em viagem de avião, no início da manhã desta sexta-feira. Porém, a goleada mudou a programação da equipe, que deixou a cidade de Curitiba por volta de 1h45 e chegou na Academia de Futebol, em São Paulo, às 7 horas. Logo após a derrota para o Coritiba, torcedores picharam os muros da sede do clube para protestar contra o time, cobrar a chegada de reforços e pedir as saídas do volante Rivaldo e do atacante Luan. Assim, a expectativa de que protestos ocorressem no desembarque da equipe em São Paulo era grande. Depois da viagem, o elenco foi dispensado pelo técnico Luiz Felipe Scolari e ganhou a sexta-feira de folga. Agora, o Palmeiras só volta a jogar na quarta-feira, quando recebe o Coritiba no Estádio do Pacaembu e precisa vencer por sete gols de diferença para conseguir se classificar para as semifinais da Copa do Brasil.
continua após publicidade