Esportes

Coritiba goleia Palmeiras: 6 X 0

Da Redação ·
 Coritiba goleia Palmeiras: 6 a 0
fonte: Felipe Gabriel
Coritiba goleia Palmeiras: 6 a 0

Quem alegava que a série histórica do Coritiba estava relacionada à fragilidade de seus adversários no Campeonato Paranaense e nas primeiras fases da Copa do Brasil terá que achar outro argumento contra o time detentor do recorde de vitórias seguidas no futebol brasileiro. Nesta quinta-feira, no Couto Pereira, o Coritiba não tomou conhecimento do Palmeiras de Felipão, goleou por 6 a 0 e ficou muito perto da semifinal da Copa do Brasil. Na volta de Marcos, o goleiro pentacampeão do mundo levou o mesmo número de gols que Deola havia sofrido nos dez últimos jogos. Com o resultado desta quinta, o Coritiba chega a 24 vitórias consecutivas, mantendo uma série de 29 partidas sem perder na temporada. O ataque alviverde atingiu 81 gols marcados no ano. Bill, Léo Gago, Davi, Geraldo, Anderson Aquino e Emerson fizeram os gols nesta noite. Agora só não vai a semifinal da Copa do Brasil se perder de sete em São Paulo, na quarta-feira que vem. Eliminado pelo Corinthians da disputa do Campeonato Paulista no domingo, o Palmeiras não tem do que reclamar do placar desta quinta. Uma goleada ainda maior não teria sido injusta, tamanha a superioridade do Coritiba. Também não há motivos para reclamação da arbitragem. Rivaldo foi expulso na segunda etapa após uma clara cotovelada em Bill. Esta foi a maior goleada sofrida por Felipão no comando do clube. TRISTE RETORNO - Três meses depois de sua última atuação, Marcos voltou ao gol do Palmeiras, deixando Deola no banco. E não poderia ser pior: contra o invicto Coritiba, time que mais venceu seguidamente na história do futebol brasileiro. O goleiro pentacampeão do mundo com a seleção brasileira até tentou, mas não conseguiu impedir o show do time da casa no primeiro tempo. O Palmeiras só foi protagonista do espetáculo no primeiro minuto, quando Lincoln e Kleber tabelaram e a bola sobrou para Patrik, que bateu de fora da área e não chegou a assustar Édson Bastos. Logo no lance seguinte, o Coritiba já começou a mostrar em que medida seria a sua superioridade. Bill cruzou da direita, Marcos Assunção desviou de cabeça no meio do caminho e Emerson, livre na área, cabeceou para fora. Marcos já estava batido. O zagueiro se recuperou aos 11 minutos. Rafinha cobrou escanteio da esquerda, Emerson subiu mais que Leandro Amaro, que mal saiu do chão, e desviou de cabeça para abrir o placar no Couto Pereira. O segundo gol também teve a participação negativa de Leandro Amaro, que substitui o suspenso Thiago Heleno. Após boa troca de passes do Coritiba, o zagueiro tentou o bote, errou e deu espaço nas suas costas para Davi receber de Bill e tocar por baixo de Marcos. O resultado poderia ter ficado maior já aos 37, quando Emerson subiu mais uma vez muito bem no meio da área, cabeceou no ângulo e Marcos reviveu os dias de São Marcos para defender. Pouco depois, o goleiro ficou batido olhando o cabeceio de Jonas passar raspando sua trave direita. O Coritiba era mesmo muito superior e logo faria o terceiro gol. Léo Gago arriscou da entrada da área, o chute desviou em Danilo e encobriu Marcos, que só pôde lamentar a bola entrando. No intervalo, Felipão colocou o Palmeiras mais no ataque. Tocou Chico por João Vitor e Patrik por Wellington Paulista. Os visitantes até cresceram no jogo, mas a pressão não durou mais que dez minutos. Bill tentou entrar na área pela esquerda e foi derrubado infantilmente por Leandro Amaro. Pênalti que o atacante mesmo bateu e converteu. Mal deu tempo de o Palmeiras se recuperar e o time paulista já estava com um jogador a menos. Aos 17 minutos, Rivaldo deu uma cotovelada em Bill e foi justamente expulso. Espaço para o Coritiba continuar dominando e criando chances. Aos 31, Davi deu passe açucarado para Geraldo no meio da área, mas o angolano chutou por cima a oportunidade de fazer o quinto. Geraldo se redimiu aos 46. Ele chegou perto da área carregando a bola, não queria chutar, mas ninguém encostou. Com facilidade, entrou na área e bateu forte, rasteiro, para fazer o quinto e fechar a contagem. Ainda deu tempo de, aos 47, Anderson Aquino fazer jogada individual, driblar três e tocar no canto para fazer o sexto. FICHA TÉCNICA: Coritiba 6 x 0 Palmeiras Coritiba - Édson Bastos; Jonas, Emerson, Pereira (Cleiton) e Lucas Mendes; Leandro Donizete (Willian), Léo Gago, Rafinha (Geraldo) e Davi; Anderson Aquino e Bill; Técnico: Marcelo Oliveira. Palmeiras - Marcos; João Vitor (Chico), Danilo, Leandro Amaro e Rivaldo; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Patrik (Wellington Paulista) e Lincoln (Adriano); Luan e Kléber. Técnico: Luiz Felipe Scolari. Gols - Emerson, aos 11, Davi, aos 21, e Léo Gago, aos 43 minutos do primeiro tempo; Bill, aos 11, Geraldo, aos 46, e Anderson Aquino, aos 47 minutos do segundo tempo.

continua após publicidade

Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (RS).

Cartões amarelos - Rivaldo, Rafinha, Emerson, Leandro Donizete, Anderson Aquino, João Vitor, Cleiton, Léo Gago e Luan.

continua após publicidade

Cartão vermelho - Rivaldo.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Couto Pereira, em Curitiba.