Esportes

Inter perde em casa e é eliminado da Libertadores

Da Redação ·
O que ninguém imaginava aconteceu. O Internacional perdeu para o Peñarol por 2 a 1, de virada, dentro do Beira-Rio, e despediu-se da Copa Libertadores nesta quarta-feira. O time uruguaio chegou quieto, como quem estava derrotado, e foi traiçoeiro, calando a torcida e ficando com a vaga. Atrás do bicampeonato, o Internacional entrou em campo como favorito, tanto por jogar em casa quanto pela vantagem de poder empatar por 0 a 0 para se classificar. A torcida entrou em clima de festa logo no primeiro minuto de jogo, quando Oscar acertou um chute da entrada da área e abriu o placar. O time brasileiro manteve o jogo sob seu domínio ao longo de todo o primeiro tempo, quando ainda teve uma chance de ampliar, com D'Alessandro, e concluiu com algum perigo outras três vezes, com Andrezinho, todas para fora. O Peñarol, que não havia demonstrado capacidade de reação no primeiro tempo, mudou tudo em apenas cinco minutos no segundo tempo. Logo depois da saída da bola, Martinuccio mandou uma bomba no ângulo de Renan e empatou. Pouco depois, Freitas cruzou a bola para a área e Olivera, de cabeça, virou o placar. Os uruguaios poderiam ter liquidado o jogo aos 14 minutos, quando Freitas teve a chance de fazer o terceiro e mandou a bola por cima. Daí em diante o jogo se tornou dramático. O Internacional partiu para a pressão, às vezes com jogadas geniais de D'Alessandro, às vezes sem organização. O volante Bolatti concluiu três vezes com grande perigo. Em uma delas, a zaga salvou na pequena área. Na outra a bola foi para fora. Na terceira o goleiro Sosa defendeu. O zagueiro Rodrigo mandou uma bola na trave. Em vários lances a torcida prendeu a respiração diante de lances confusos na área uruguaia, mas o zagueiro Guillermo Rodriguez sempre apareceu para afastar a bola e o perigo. FICHA TÉCNICA Internacional 1 X 2 Peñarol INTERNACIONAL - Renan; Nei (Rafael Sobis), Bolívar, Rodrigo e Kleber; Bolatti, Guinãzu, Andrezinho (Ricardo Goulart) e D'Alessandro; Leandro Damião e Oscar (Tinga). Técnico: Paulo Roberto Falcão. PEÑAROL - URU - Sosa; González, Valdez (Albin), Guillermo Rodríguez e Darío Rodríguez; Freitas, Aguiar, Corujo e Mier (Domingo); Martinuccio (Torres) e Olivera. Técnico: Diego Aguirre. Gols - Oscar a 1 minuto do primeiro tempo; Martinuccio, a 15 segundos, e Olivera aos 5 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Enrique Osses (Chile-Fifa).

Cartões amarelos - Nei, D'Alessandro, Freitas, Domingo e Aguiar.

Renda e público - Não disponível.

Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

continua após publicidade