Esportes

Lesão prolonga pesadelo do atacante Adriano

Da Redação ·
Adriano vinha realizando fisioterapia no Corinthians para curar o ombro
fonte: Arquivo - imagem ilustrativa
Adriano vinha realizando fisioterapia no Corinthians para curar o ombro

Na noite desta última terça-feira (19), Adriano recebeu a notícia de que precisará operar e só retornará aos gramados, no mínimo, em cinco meses. A grave lesão nos ligamentos do tendão de Aquiles apenas prolonga o martírio pelo qual o atacante passa há praticamente um ano.

continua após publicidade

No dia 21 de maio de 2010, o Imperador marcou seu último gol na carreira. Foi na vitória do Flamengo por 2 a 1 diante da Universidad do Chile, pela Libertadores. Contudo, o triunfo foi insuficiente e o time carioca foi eliminado do torneio. Ao mesmo tempo, o atacante deu adeus ao Rubro-Negro e acertou com a Roma (ITA).

continua após publicidade

A partir daí, a carreira de Adriano, que ficou fora da Copa do Mundo de 2010 por conta das polêmicas fora das quatro linhas, não foi mais preenchida com gols. Seu nome voltou a aparecer com mais força nas páginas de fofoca dos jornais italianos, devido à badalada vida social.

continua após publicidade

Em Roma, aonde chegou prometendo honrar o apelido de Imperador, sua passagem foi pífia. Entrou em campo apenas sete vezes e não fez nenhum gol. Passou mais tempo no departamento médico, tendo lesionado a coxa, o tornozelo e, por fim, o ombro.

Foi justamente essa última lesão que ocasionou a rescisão de contrato com os italianos. Adriano veio ao Brasil se tratar e foi flagrado na noite carioca bebendo, além de ter sido pego em uma blitz da Lei Seca, se recusando a soprar o bafômetro.

continua após publicidade

O Corinthians, então, resolveu correr o risco e apostou no jogador, o apresentando no fim de março. A previsão era de que Adriano só estreasse no Brasileirão, já que ainda se recuperava da lesão no ombro.

continua após publicidade

Entretanto, o planejamento foi por terra nesta terça-feira, quando o Imperador se lesionou gravemente. Agora, passará, no mínimo, mais cinco meses sem balançar a rede, completando quase um ano e meio de jejum.

Adriano será operado nesta quarta-feira (20), em São Paulo, e, a princípio, deverá ficar na capital paulista para realizar o tratamento. Resta saber se seguirá a cartilha corintiana ou voltará a se render aos encantos da Cidade Maravilhosa, onde moram seus amigos.