Esportes

Corinthians vence, fica em 3.º e vai encarar o Oeste

Da Redação ·
O Corinthians se manteve no campo ofensivo com frequência
fonte: Divulgação
O Corinthians se manteve no campo ofensivo com frequência

O Corinthians venceu o Santo André por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Bruno José Daniel, e assegurou a terceira colocação do Campeonato Paulista. Com 38 pontos, o time irá encarar o Oeste, o sexto colocado, nas quartas de final. Pela melhor campanha em relação ao rival, a equipe alvinegra irá atuar como mandante no confronto único que definirá um dos classificados às semifinais. A data e o horário duelo, agendado para o próximo final de semana, deverão ser confirmados nesta segunda-feira pela Federação Paulista de Futebol (FPF).


Com a derrota, o Santo André terminou o Paulistão na última posição, com 15 pontos, e lamentou uma despedida amarga. São Bernardo, Prudente e Noroeste foram os outros times rebaixados à Série A-2.


Despreocupado com a possibilidade ou não de assegurar a terceira colocação do Paulistão, já que o quarto lugar também já o daria a vantagem de jogar em casa na próxima fase do mata-mata, o Corinthians entrou em campo com uma equipe formada apenas por reservas. Ao armar o time no esquema 4-4-2, o técnico Tite aproveitou o jogo com clima de amistoso para testar as suas opções visando a fase final do torneio.


O Santo André, já rebaixado, veio para campo sem objetivos e apenas tentou exibir uma atuação digna para se despedir da competição, tendo em vista que o foco do time está todo voltado para a partida da próxima quinta-feira, contra o Palmeiras, no Pacaembu, pelo duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.


O JOGO - Mesmo sem grandes pretensões em seu último jogo na primeira fase, o Corinthians tratou de sair ao ataque e buscar a vitória. Com mais volume de jogo, conseguiu suas primeiras chances de marcar aos 5 minutos, com Willian cabeceando fraco um cruzamento da esquerda nas mãos de Neneca, e depois aos 8, com Edno recebendo pelo lado esquerdo da grande área e chutando em cima da zaga.


E, com o Santo André muito recuado, o Corinthians se manteve no campo ofensivo com frequência. Aos 14, Wallace cabeceou com perigo um escanteio da esquerda, dois minutos antes de o time alvinegro realizar a sua primeira grande jogada no duelo. Ramirez fez bela tabela com Danilo e tocou para Edno, livre na cara de Neneca, chutar à direita do goleiro, que saía no abafa.


Mas, de tanto tentar, o Corinthians acabou premiado aos 22 minutos. Willian recebeu com liberdade pela esquerda e cruzou com precisão, de pé direito, para o zagueiro Paulo André, que cabeceou no canto direito baixo de Neneca.


Paulo André, por sua vez, voltou ao time neste domingo depois de ficar seis meses afastado por causa de uma cirurgia no joelho. E, ao que tudo indica, em breve deve recuperar a posição que havia assumido no time titular depois da aposentadoria do capitão William, anunciada no final do ano passado.


Já o time do ABC paulista só conseguiu chegar pela primeira vez com perigo ao gol corintiano aos 24 minutos, quando Juan Felipe aproveitou um rebote da zaga e finalizou com violência para Wallace desviar para escanteio.


O Corinthians respondeu cinco minutos depois. Após boa trama entre Marcelo Oliveira e Ramirez, Willian ajeitou de cabeça para Bruno César bater de primeira, mas o chute desviou em Wallax e saiu pela linha de fundo.


Já na etapa final, o time corintiano voltou mais lento e passou a ceder maiores espaços ao Santo André, que tentava, sem sucesso, passar pela zaga corintiana. Sonolento, o Corinthians só foi acordar aos 10 minutos, quando Ramirez realizou bela jogada e deixou Edno mais uma vez livre de frente para o gol, mas o atacante dominou a bola na canela e desperdiçou grande oportunidade de ampliar.


Apostando no empate, o técnico Sandro Gaúcho trocou os meias Juan Felipe e Borebi respectivamente por Edilson e Codó. E a melhor chance de empatar veio com um ex-corintiano: o zagueiro Anderson, que recebeu cruzamento da direita, aos 24 minutos, e cabeceou para a bola passar perto do travessão de Rafael Santos.


Sem grande inspiração, o Corinthians em seguida chegou perto do gol de Neneca em uma finalização de fora da área de Willian, aos 27, e depois em boa jogada de Moacir no minuto seguinte. O time da casa ainda teve grande chance de empatar aos 39, quando Richely rolou para Codó chutar para a bola passar perto da trave esquerda de Rafael Santos.


E, quando o placar de 1 a 0 parecia certo, Bruno César bateu falta da esquerda aos 43 minutos e Edno, rápido ao se antecipar aos zagueiros, cabeceou para as redes e decretou o 2 a 0. O gol acabou sendo decisivo, pois deixou o Corinthians em vantagem em relação ao Santos, que ficou com um gol a menos de saldo mesmo com a vitória por 3 a 0 sobre Paulista em outro jogo da última rodada. Em vitórias, os dois times ficaram empatados, com 11 para cada um, fato que tornou o saldo o fator de desempate.

 

continua após publicidade

Ficha técnica:


Santo André 0 x 2 Corinthians


Neneca; Iran, Anderson, Sandoval e Dênis; Wallax (Mika), Magno, Juan Felipe (Edilson) e Borebi (Codó); Richely e Aloísio. Técnico: Sandro Gaúcho.


Corinthians - Rafael Santos; Moacir, Wallace, Paulo André e Marcelo Oliveira; Moradei, Ramirez, Danilo e Bruno César (Nenê Bonilha); Willian e Edno. Técnico: Tite.


Gols: Paulo André, aos 22 minutos no primeiro tempo; Edno, aos 43 do segundo.


Público: 4.252 pagantes.


Renda: R$ 125.160,00.


Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André.