Esportes

Hamilton desbanca Vettel e vence GP da China

Da Redação ·
Quem levou a melhor na China foi Hamilton, que somou a 15ª vitória de sua carreira
fonte: Agências
Quem levou a melhor na China foi Hamilton, que somou a 15ª vitória de sua carreira

A supremacia de Sebastian Vettel chegou ao fim. Depois de vencer com tranquilidade nas duas primeiras etapas da temporada da Fórmula 1, na Austrália e na Malásia, o piloto alemão da Red Bull foi superado no GP da China, neste domingo, em Xangai. Dessa vez, a vitória foi do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, esquentando a briga pela liderança do campeonato.


Comprovando o sucesso das novas regras da categoria, o GP da China teve inúmeras ultrapassagens, estratégias distintas, vários líderes e muita emoção. E quem levou a melhor foi Hamilton, que somou a 15ª vitória de sua carreira. Mas a Red Bull voltou a mostrar sua força, ficando com as outras duas posições no pódio: Vettel conseguiu o segundo lugar e o australiano Mark Webber, após uma grande corrida de recuperação - largou na 18ª posição -, terminou em terceiro.


Com a segunda colocação na China, Vettel segue na liderança do campeonato, agora com 68 pontos. Mas Hamilton já se tornou uma ameaça real, com seus 47 pontos, na segunda colocação do Mundial de Pilotos. Além disso, a prova deste domingo mostrou que a temporada 2011 da Fórmula 1 terá muita emoção e disputa pelas vitórias - e o próximo capítulo dessa história será o GP da Turquia, marcado para o dia 8 de maio, em Istambul.


Vettel tinha conseguido a terceira pole position na temporada, repetindo os feitos da Austrália e da Malásia. Mas, dessa vez, seu domínio acabou logo na largada. O piloto alemão vacilou e foi ultrapassado pelos dois carros da McLaren antes da primeira curva. Melhor para o inglês Jenson Button, que assumiu a ponta, seguido pelo seu companheiro Hamilton.


Mas, com as estratégias distintas das equipes e as seguidas ultrapassagens na pista, Vettel entrou na parte final da corrida na primeira colocação - nesse meio tempo, vários pilotos chegaram a liderar, como o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) e o alemão Nico Rosberg (Mercedes). Aí, como estava com os pneus menos desgastados, Hamilton partiu para o ataque. E, faltando apenas quatro voltas para a bandeirada, o inglês da McLaren ultrapassou o alemão da Red Bull para vencer.


Massa fez uma boa corrida e, por um momento, chegou a brigar pela vitória. Mas, no final, o carro da Ferrari não teve o mesmo rendimento das rivais Red Bull e McLaren e ele acabou chegando em sexto lugar. Para o outro brasileiro da Fórmula 1, Rubens Barrichello, da Williams, o GP da China foi decepcionante: terminou na 13ª colocação.


Confira a classificação final do GP da China:

continua após publicidade

1) Lewis Hamilton (ING/McLaren)

2) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

continua após publicidade

3) Mark Webber (AUS/Red Bull)

4) Jenson Button (ING/McLaren)

5) Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

continua após publicidade

6) Felipe Massa (BRA/Ferrari)

7) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

8) Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

continua após publicidade

9) Vitaly Petrov (RUS/Renault)

10) Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)

continua após publicidade

11) Paul di Resta (ESC/Force India)

12) Nick Heidfeld (ALE/Renault)

13) Rubens Barrichello (BRA/Williams)

continua após publicidade

14) Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

15) Adrian Sutil (ALE/Force India)

16) Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)

continua após publicidade

17) Sergio Perez (MEX/Sauber)

18) Pastor Maldonado (VEN/Williams)

19) Jarno Trulli (ITA/Lotus)

20) Jerome d'Ambrosio (BEL/Virgin)

21) Timo Glock (ALE/Virgin)

22) Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania)

23) Narain Karthikeyan (IND/Hispania)