Esportes

Button: "Vi o tempo de Vettel e percebi que a luta era pelo 2º lugar"

Da Redação ·
 Para Button, o ritmo de Vettel era claramente inalcançável
fonte: Google
Para Button, o ritmo de Vettel era claramente inalcançável

A expressão corporal dos dois pilotos da McLaren após a sessão de classificação era bem esclarecedora do estado de espírito de Jenson Button e de Lewis Hamilton. Claramente batidos pelo Red Bull de Sebastian Vettel, os dois homens da equipe de Woking mostravam ar preocupado mais pelos 0,7s que os separaram do alemão do que pelas posições de largada. Para Button, o ritmo de Vettel era claramente inalcançável.

continua após publicidade

Questionado se acreditava que a pole-position era possível de alcançar, Button foi claro: "no calor do momento pensamos sempre que é possível. Mas o ritmo do Sebastian e da Red Bull era fenomenal no Q3. No Q2 parecia possível, por isso é que tentei utilizar dois jogos de pneus no Q3, mas depois vi o tempo do Sebastian e percebi que estávamos lutando pelo segundo lugar".

Ainda assim, demonstra-se confiante: "Foi um dia razoavelmente positivo para nós. Ontem, acho que não tínhamos o equilíbrio perfeito, não estávamos extraindo todo o potencial do carro. Hoje, fizemos algumas boas alterações durante a noite e o carro ficou mais consistente e penso que extraímos o que podíamos do carro agora".

continua após publicidade

"Não sabemos qual será o seu ritmo (de Vettel) na corrida, se for um segundo mais veloz do que nós não será possível competir com ele, mas se for quatro décimos e tivermos o KERS então será possível. Temos de ver em que situação estaremos amanhã", acrescentou. Para o resto da temporada, Button acredita que será possível encurtar a distância para frente.

"Estamos numa posição melhor para desafiar os Red Bull. Esta é uma equipe (McLaren) que nunca desiste, já lutamos por tantos campeonatos e têm os recursos e a força humana para lutar por isso. Vamos fazer o que pudermos para apanhar os Red Bull depressa. Temos de extrair mais do nosso carro e dar luta aos Red Bull. Mas é apenas a terceira corrida e faltam 17", concluiu.