Esportes

Kléber revela fim da rusga com Felipão no Palmeiras

Da Redação ·
Líder do Campeonato Paulista, com 35 pontos, o Palmeiras vai se acertando dentro e fora de campo. A equipe passou por dias conturbados com desentendimentos entre o técnico Luiz Felipe Scolari e o atacante Kléber, no início de março, mas este problema já parece fazer parte do passado. "Tivemos uma conversa que ajudou a estreitar ainda mais a nossa relação. Fortalecemos ainda mais a amizade que tínhamos. Não temos problema algum. A gente conversou, ele falou que confia muito em mim e eu pedi desculpas particularmente. Ele é um cara que não guarda mágoa, e isso é maravilhoso", revelou Kléber, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira. Na época da polêmica, o treinador criticou o jogador pela presença no desfile do carnaval paulista, apesar de estar contundido e ter desfalcado o time do Palmeiras, e chegou a colocar em dúvida seu profissionalismo. Como resposta, Kléber disse que "não ligava" para as palavras de Felipão e que o técnico sempre expunha os atletas à imprensa. A relação entre os dois parece estar mesmo mais tranquila. Durante a semana, Felipão chegou a afirmar que Kléber era "o melhor atacante do País". "Fico feliz principalmente porque vem do Felipão. É um treinador que todo mundo conhece, sabe da história dele, do que ele significa para o Palmeiras e para o Brasil. Trata-se de um treinador com o qual a gente aprendeu muito, com quem temos uma amizade muito legal", afirmou o atacante nesta quarta-feira. Em paz com o chefe, Kléber curte também uma boa fase dentro de campo, assim como o time do Palmeiras. "Acho que estou em um momento bom, mas já estive melhor. Lá no Cruzeiro, principalmente na época da final da Libertadores (de 2009), eu estava muito bem, realmente voando. Tive uma operação, quase não joguei no segundo semestre e, mesmo assim, fiz 24 gols. Tenho tentado manter esse nível aqui. Os números são bons, mas sei que posso melhorar", concluiu o atacante.
continua após publicidade