Esportes

Preocupado com pneus, Massa lamenta desempenho

Da Redação ·
O brasileiro Felipe Massa fechou apenas em sétimo lugar os primeiros treinos da Fórmula 1 de 2011, que foram encerrados na última madrugada (no horário de Brasília), e deixou a pista do Circuito Albert Park, em Melbourne, na Austrália, insatisfeito. O piloto da Ferrari mostrou preocupação com o desempenho dos pneus, agora desenvolvidos para durar menos do que antes, e lamentou o seu desempenho. "Testamos muitas coisas nesses dois treinos livres, dividindo o trabalho com meu companheiro de equipe (Fernando Alonso) para explorar diversos caminhos para ir na preparação para o resto do fim de semana. Esperava fazer um tempo mais rápido, especialmente porque os pneus macios não estavam em seu melhor até a quarta volta. Com os duros, nos trechos mais longos, não consegui muito, já que também havia alguns pingos de chuva para complicar a situação", analisou o brasileiro. Para completar, Massa mostrou dificuldade em controlar o novo carro da Ferrari, o 150º Itália, em Melbourne. Ele cometeu erros e chegou a sair da pista na primeira sessão de treinos. O fato é que o brasileiro alertou sobre a necessidade de aprender a lidar com os vários tipos de pneus que a F-1 passou a contar neste ano, independentemente da adaptação às novas regras da categoria, que, na opinião da maioria dos pilotos, dificultaram a condução dos monopostos. "Daquilo que vimos, os pneus macios apresentam menos degradação que esperávamos, mas temos de descobrir se será esse o caso na corrida. A pista é, definitivamente, menos dura com os pneus do que é a de Barcelona, por exemplo, onde testamos muito. Neste ano será vital estudar o comportamento dos pneus cuidadosamente, pista a pista. A diferença em performance entre os dois tipos de pneu é muito acentuada. McLaren e Red Bull aparentam estar muito fortes, mas há outros carros que também podem estar no ritmo", finalizou Massa. ALONSO CAUTELOSO - E, se o brasileiro lamentou seu desempenho, Fernando Alonso foi sete décimos de segundo mais rápido que o seu companheiro de equipe e terminou as duas sessões de treinos livres em terceiro lugar, sendo superado na primeira apenas pelos carros da Red Bull e na segunda pelos da McLaren. O piloto, porém, evitou mostrar um discurso otimista antes dos treinos oficiais, que serão realizados na madrugada de sexta para sábado (no horário de Brasília). "Nada de novo e o que mais você poderia esperar? Esses dois treinos livres não revelaram a real relação de forças das equipes: de manhã a Red Bull foi bem e, à tarde, foi a vez da McLaren, com Mercedes e nós no bolo, enquanto Williams e Renault também parecem competitivas. Há tantas equipes que podem ter uma chance de lutar pela vitória e, portanto, é óbvio que será necessário ter um bom sábado, sem erros, se você quiser começar da primeira fila", afirmou o espanhol. O uso dos novos pneus também foi citado por Alonso com preocupação. "Hoje (sexta), nos concentramos principalmente em analisar o comportamento dos pneus Pirelli, que parecem estar um pouco diferentes aqui do que vimos nos testes (de pré-temporada) por causa da superfície da pista, que tem características diferentes. No que diz respeito à estratégia, precisaremos ser muito flexíveis durante a corrida devido ao momento. Sabemos muito pouco sobre os pneus para poder dizer qual volta é a melhor para fazer a parada. Pelo que vimos hoje (sexta), talvez poderemos dar 10 voltas com um jogo de pneus ou talvez 30", analisou o piloto. Alonso, porém, admitiu que obteve um desempenho melhor do que previa, apesar de ter feito algumas críticas ao acerto do carro no começo dos treinos. "Estou feliz com a maneira como o carro está: no começo estava saindo um pouco de frente e ainda estamos um pouco longe de obter a aderência perfeita na frente do carro, mas foi melhor do que eu esperava", acrescentou. A prova que abre a temporada de 2011 da Fórmula 1 será realizada às 3 horas (de Brasília) na madrugada de sábado para domingo.
continua após publicidade