Esportes

Após decidir jogo, Ganso diz que não gostou de atuação

Da Redação ·
Os torcedores que foram à Vila Belmiro nesta noite com a intenção de vaiar e protestar contra Paulo Henrique Ganso tiveram que desistir logo que o jogo começou. Numa das primeiras vezes que recebeu a bola, da intermediária, o meia deu passe preciso para Felipe Anderson, que errou na finalização. Em seguida, foi dele a assistência para Zé Eduardo abrir a contagem. Mesmo tendo sido exceção na ruindade geral, Ganso não gostou de sua atuação no primeiro tempo. "Errei muitos passes. Só acertei duas vezes, deixando os companheiros na cara do gol. Numa, Zé Eduardo fez o gol e a outra foi para Felipe Anderson", afirmou o meia, que se manteve imperturbável diante de algumas vaias que recebia a cada erro de passe. "O time errou muito e acho que foi por isso que vaiaram. O primeiro tempo foi feio por causa do elevado número de erros de passes. Faltou entrosamento", justificou. Sobre a sua recusa de receber aumento e de refazer o contrato com o Santos, Ganso confirmou o que disse ao presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro na reunião de terça-feira. "Sempre deixei claro que tenho o sonho de jogar na Europa. Só não disse quando", garantiu. O movimento Terceira Via, alinhada com administração santista, pediu, antes do jogo, que o torcedor não hostilizasse Paulo Henrique Ganso contra o Mogi Mirim para que o jogador não possa alegar futuramente que vai embora porque o ambiente se tornou insustentável. MURICY - Sobre o interesse na contratação de Muricy Ramalho para ser o sucessor de Adilson Batista, o presidente Luis Alvaro demonstrava desapontamento por não ter conseguido falar com o treinador até ontem à noite. "A negociação com o Muricy ficou muito atribulada. Ainda não falamos com ele, e agora só vamos tratar desse assunto com a imprensa depois que o contrato for assinado", disse o dirigente.
continua após publicidade