Esportes

São Caetano bate o Bragantino e entra na briga pelo G-8

Da Redação ·
O São Caetano entrou de vez na disputa pela classificação às quartas-de-final do Campeonato Paulista. Na tarde desta quarta-feira, o time do ABC venceu o Bragantino, por 2 a 0, em casa, pela 15.ª rodada, e chegou à sua quarta partida invicta. A sua última derrota aconteceu diante do São Paulo. Assim, o São Caetano encostou no G-8, já que aparece com 20 pontos e assumiu a nona colocação na abertura da rodada. O Bragantino, por sua vez, volta a provar que como visitante não tem um bom aproveitamento. Em oito jogos, são quatro derrotas, três empates e uma única vitória. O time de Bragança Paulista é o décimo colocado, com 19 pontos, mas ainda próximo da zona de classificação. O primeiro tempo foi bastante equilibrado. O time da casa soube aproveitar melhor as chances criadas e foi com vantagem para o intervalo. Aos 11 minutos, Souza cobrou falta pelo lado esquerdo e mandou para dentro da área. O goleiro Gilvan soltou nos pés de Artur, que apenas empurrou e marcou: 1 a 0. Em desvantagem, o Bragantino até tentou o empate, mas pecou nas finalizações. No segundo tempo, o Bragantino dominou as ações e buscou o empate, enquanto que o São Caetano priorizou as jogadas em velocidade. No contra-ataque, matou o jogo. Aos 18 minutos, Ailton chutou da intermediária e acertou o canto esquerdo de Gilvan: 2 a 0. Após o gol, o time da casa recuou e o goleiro Luiz teve trabalho para assegurar mais três importantes pontos. Pela 16.ª rodada, os dois times voltam a campo no próximo sábado, às 18h30. O São Caetano faz o clássico do ABC diante do ameaçado Santo André, na casa do rival. O Bragantino visita o Palmeiras no Canindé. FICHA TÉCNICA: São Caetano 2 x 0 Bragantino São Caetano - Luiz; Artur, Thiago Martinelli, Marcelo Batatais e Bruno Recife; Erandir, Souza, Walter Minhoca (Ricardo Conceição) e Aílton (Paulo César); Eduardo e Antônio Flávio (Luciano Mandi). Técnico - Ademir Fonseca. Bragantino - Gilvan; Murilo Henrique, Marcos Aurélio e Everaldo; Júlio Cesar, Éder, Diego (Fabrício Carvalho), Paulo Roberto e Rodriguinho; Marcelinho (Cristian) e Léo Jaime (Bruno Iotte). Técnico - Marcelo Veiga. Gols Artur, aos 11 minutos do primeiro tempo. Ailton, aos 18 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Philippe Lombard.

Cartões amarelos - Luiz, Bruno Recife, Éder, Diego, Everaldo, Marcos Aurélio e Cristian.

Renda - R$ 5.205,00.

Público - 327 pagantes.

Local - Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

continua após publicidade