Esportes

Vasco derrota Madureira com três gols de Bernardo

Da Redação ·
Por três vezes, o Vasco se complicou na partida deste domingo contra o Madureira, em Volta Redonda. Mas Bernardo apareceu três vezes para manter a equipe na briga por uma das vagas nas semifinais da Taça Rio. O jovem meia vascaíno fez três gols e comandou a difícil vitória por 4 a 2, obtida apenas nos minutos finais do jogo. Com seis pontos no Grupo A, o Vasco segue ao lado de Boavista e Flamengo na briga por uma das duas vagas da chave. Já o Madureira, com três pontos no Grupo B, está mais preocupado com a possibilidade de rebaixamento. Um erro de arbitragem abriu a partida. Logo nos minutos iniciais, Elton recebeu passe preciso de Felipe para chutar cruzado para as redes. O lance foi invalidado erradamente por impedimento. Mas isso não desanimou o Vasco, que seguiu jogando melhor. Aos 13, Eder Luís recebeu de Rômulo e obrigou Anísio a realizar ótima defesa e salvar o Madureira, que só assustou em boa jogada individual de Michel aos 36. A superioridade vascaína custou a se traduzir em vantagem no placar, o que aconteceria somente aos 39 minutos. Bernardo tabelou com Felipe, que, com um toque de inteligência e categoria, deixou o companheiro livre para chutar firme e cruzado, sem chance para Anísio. "Eu o Bernardo estamos bem entrosados e as jogadas estão saindo. Não tenho vaidade de fazer os gols, quero é ver meu time vencer", disse Felipe, sobre o lance em que tinha a possibilidade de finalizar e optou por tocar para o companheiro fazer o gol. Mas o mal que aflige o Vasco nesta temporada voltou a criar problemas. A equipe diminuiu o ritmo, a defesa falhou e a partida ficou complicada. Melhor no jogo, o Madureira chegou ao empate aos 18 minutos, depois de já ter criado duas chances reais de gol. No lance, Rodrigo acertou um lindo chute de fora da área, no ângulo esquerdo de Fernando Prass. Os vascaínos continuavam acuados, mas a dupla Felipe e Bernardo apareceu mais uma vez. O primeiro lançou o segundo pela esquerda. Ele, então, ajeitou o corpo e chutou colocado de direita, para recolocar o time na frente aos 22 minutos. O Madureira, porém, empatou mais uma vez. Aos 36 minutos, Valdir cruzou da direita e Adriano Magrão subiu mais que Cesinha: 2 a 2. Quando o empate parecia inevitável, o herói da tarde reapareceu. Rômulo ajeitou de cabeça e Bernardo fez seu terceiro gol aos 42. Em seguida, Bernardo foi substituído por Fellipe Bastos, sob aplausos da torcida vascaína. E até seu substituto aproveitou-se do brilho do colega. Aos 45 minutos, Fellipe Bastos recebeu de Leandro e chutou forte para fazer o quarto gol, definindo a vitória do Vasco. FICHA TÉCNICA: Madureira 2 x 4 Vasco Madureira - Anísio; Valdir, Luiz Otávio, Gomes e Zeca; Vinícius Freitas, Caio Cezar (Obina), Rodrigo (Thiago Soares) e Michel (Abedi); Baiano e Adriano Magrão. Técnico - Antônio Carlos Roy. Vasco - Fernando Prass; Fágner, Dedé, Cesinha e Ramon; Eduardo Costa, Rômulo, Felipe (Jeferson) e Bernardo (Felipe Bastos); Eder Luís e Elton (Leandro). Técnico - Ricardo Gomes. Gols - Bernardo, aos 39 do primeiro tempo; Rodrigo, aos 18, Bernardo, aos 22 e 42, Adriano Magrão, aos 36, e Fellipe Bastos, aos 45 do segundo tempo.

Árbitro - Wagner do Nascimento Magalhães.

Cartão amarelo - Gomes, Baiano, Luiz Otávio e Fágner.

Renda - R$ 72.320,00.

Público - 3.857 pagantes.

Local - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

continua após publicidade