Esportes

Rio Branco empata em casa com o Roma e recebe vaias

Da Redação ·
 O desastre poderia ter sido pior, já que o Roma Apucarana saiu na frente
fonte: Arquivo
O desastre poderia ter sido pior, já que o Roma Apucarana saiu na frente

O Rio Branco deixou o campo do estádio Gigante do Itiberê sob intensa vaia dos pouco mais de 400 torcedores que foram ver o empate por 1 x 1 contra o Roma, neste sábado. O resultado deixa o time de Paranaguá sob ameaça iminente da zona de rebaixamento, principalmente se Cascavel e Paraná Clube vencerem neste domingo.

continua após publicidade

O desastre poderia ter sido pior, já que o Roma Apucarana saiu na frente. Aos 37 do 1.º tempo, Danielzinho fez 1 x 0. O Rio Branco reagiu e aos 40 Edmílson empatou. A torcida cobrou mais poder ofensivo do Leão da Estradinha, mas o técnico Ney Santos insistiu no 3-5-2.

continua após publicidade

Para o Roma, o resultado foi satisfatório, pois na classificação geral chegou a 15 pontos. Já o Rio Branco foi a 10 pontos e agora torce por tropeços de Cascavel e Paraná.

5/março/2011
RIO BRANCO 1 X 1 ROMA APUCARANA
Local: Gigante do Itiberê, em Paranaguá; Árbitro: Fabio Filipus; Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Wanderléia Winiarski; Gols: Danielzinho, 37, e Edmílson, 40 do 1.º; Renda: R$ 6.295,00; Público: 421; Cartões amarelos: Baiano, Cassiano, Luís Paulo e Daniel Marques
Rio Branco: Fabrício; Duda, Vinicius e Michael; Mini, Baiano, Josafá (Juninho) (Igor), Ratinho (Dudu) e Eduardo Salles; Edmílson e Negreiros
Técnico: Ney Santos
Roma: Spada; Cassiano (Daniel Marques), Luís Paulo, Juninho e Rogerinho; Eurico, Doriva, Thomas (Fernandinho) e Lira; Danielzinho e Warley (Paulo Sérgio)
Técnico: Richard Malka