Esportes

Ronaldinho decide e Flamengo conquista a Taça Guanabara

Da Redação ·
 Ronaldinho comemora após marcar de falta o gol do título da Taça Guanabara para o Flamengo
fonte: Vipcomm
Ronaldinho comemora após marcar de falta o gol do título da Taça Guanabara para o Flamengo

Não podia ser melhor para a torcida rubro-negra. O Flamengo venceu por 1 a 0 o Boavista, neste domingo, com um gol de Ronaldinho Gaúcho, e conquistou o título da Taça Guanabara. Os rubro-negros foram superiores durante os 90 minutos e levataram a taça com justiça terminando o primeiro turno do Campeonato Carioca de forma invicta.

continua após publicidade

A partida não teve muitos lances de perigo, pois o Boavista foi a campo recuado. O gol do título aconteceu somente aos 26 minutos do segundo quando Ronaldinho acertou bela cobrança de falta sem chance para Thiago. Com mais esta conquista, o Flamengo abre vantagem como sendo o maior vencedor da Taça Guanabara, com 19 títulos, o primeiro no Engenhão.

continua após publicidade

Os rubro-negros se garantem na final do Cmpeonato Carioca e vão entrar na Taça Rio com a chance de levar o título da competição em caso de conquista no segundo turno.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 BOAVISTA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de fevereiro de 2011 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Luiz Antônio de Oliveira (RJ)
Renda: R$ 1.198.930,00
Público: 36.102 pagantes
Cartões amarelos: Renato Abreu, Gustavão, Santiago e Ronaldinho Gaúcho (Flamengo); Leandro Chaves, Edu Pina e Julio Cesar (Boavista)
Cartão vermelho: Frontini (Boavista)

GOL:
FLAMENGO: Ronaldinho Gaúcho, aos 26min do primeiro tempo

continua após publicidade

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, David Braz e Egídio (Diego Maurício); Willians, Maldonado, Renato Abreu, Bottinelli (Negueba) e Thiago Neves (Ronaldo Angelim); Ronaldinho Gaúcho
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BOAVISTA: Thiago, Bruno Costa (Joílson), Gustavo, Santiago e Paulo Rodrigues (Max); Julio Cesar, Edu Pina, Leandro Chaves e Tony; Frontini e André Luis (Rafael Augusto)
Técnico: Alfredo Sampaio