Esportes

Kubica deixa coma induzido e deve ser operado outra vez

Da Redação ·
O polonês Robert Kubica foi retirado do estado de coma induzido nesta segunda-feira e está em condição estável após sofrer ferimentos graves em um acidente numa prova de rali. No entanto, o piloto de 26 anos terá provavelmente que realizar cirurgias no cotovelo e ombro, disse a equipe Lotus Renault. Kubica foi submetido a sete horas de cirurgia no domingo, após ter sofrido o acidente. A situação da sua mão direita era grave e os cirurgiões evitaram o risco de amputação. "Kubica esta consciente. Ele fala e entende o que aconteceu", disse Giorgio Barabino, chefe da unidade de cuidados intensivos do hospital Santa Corona "A primeira coisa que disse foi sobre o seu copiloto e foi informado sobre a sua condição". O carro de Kubica saiu da pista e bateu em um muro nos primeiros quilômetros do Ronde di Andora Rally. Seu copiloto, Jakub Gerber, saiu ileso. "As coisas estão indo bem, considerando que houve danos consideráveis", disse Barabino. "Kubica perdeu muito sangue. É por isso que a primeira hora foi crítica". O cirurgião Igor Rossello disse que a mão direita de Kubica estava aquecida nesta segunda-feira, o que ele considera um bom sinal. No entanto, o cirurgião disse que levaria mais cinco ou seis dias para ver se a mão ficará em bom estado. Kubica passou a noite na UTI e foi acordado do coma induzido na parte da manhã. Pode ser necessário um ano para que ela readquira as funcionalidades da mão direita. A Lotus Renault afirmou que a condição de Kubica estava "muito melhor" e que ele foi capaz de falar com seus parentes e mover os dedos. A equipe disse que Rossello não notou qualquer inchaço ou infecção no antebraço direito, o que é mais um sinal positivo. "A fim de evitar qualquer esforço físico, Robert será submetido a uma medicação para dormir durante as próximas 24 horas pelo menos", disse a equipe em um comunicado. "Enquanto isso, os médicos precisam decidir como vão tratar suas fraturas no ombro e no cotovelo. Robert pode ser submetido a cirurgia, mais uma vez, mas não por alguns dias".
continua após publicidade