Esportes

Sem patrocinador, Flamengo terá camisa limpa neste domingo contra o Boavista

Da Redação ·
 Vipcomm -  Divulgação
fonte: Na quarta-feira (2), Flamengo teve "patrocinador por um dia" no uniforme
Vipcomm - Divulgação

Desde o fim de janeiro o Flamengo está sem patrocínio. Badalado após a contratação de Ronaldinho Gaúcho, o clube analisa algumas ofertas, mas só deverá fechar algo nas próximas semanas. Enquanto isso, com a camisa “limpa”, a diretoria estuda uma forma de usar o espaço nos próximos jogos.

continua após publicidade

Neste domingo (6), contra o Boavista, por exemplo, é possível que a camisa rubro-negra ter estampada na frente e nas costas o endereço do site oficial do clube, reformulado recentemente. Contudo, não está descartado que o uniforme seja “entregue” à torcida e venha realmente limpo, sem nada, como acontecia até o início da década de 1980.

continua após publicidade

Ronaldinho vai debutar no interior

continua após publicidade

O contrato com a Batavo terminou no dia 31 de janeiro e, desde então, os dirigentes costuram acordo para um novo patrocinador master. O clube não admite receber menos que R$ 30 milhões anuais e tem a Traffic, empresa de marketing esportivo, como parceira nas negociações.

A empresa é interessada no futuro novo contrato. Por ser a responsável por pagar 75% do salário de Ronaldinho Gaúcho, que gira em torno de R$ 1,5 milhão, a Traffic embolsará o que o Flamengo conseguir faturar acima dos R$ 30 milhões com o novo parceiro.

continua após publicidade

Na última quarta-feira (2), na estreia de Ronaldinho Gaúcho contra o Nova Iguaçu, o Rubro-Negro conseguiu um patrocínio para apenas aquele jogo. Com isso, faturou R$ 600 mil de uma empresa de cartões de crédito.

O mesmo poderá ocorrer daqui em diante, em alguma partida de mais apelo, enquanto um novo patrocinador para ocupar a frente e as costas da camisa não é anunciado. Já nas mangas, o uniforme flamenguista continua com o patrocínio da BMG, que rende cerca de R$ 8,5 milhões anuais aos cofres da agremiação.