Esportes

Flu usa clássico como preparação para Libertadores

Da Redação ·
O Fluminense faz no domingo o seu primeiro clássico na temporada, contra o Botafogo. Um jogo importante para definir a primeira colocação do Grupo B da Taça Guanabara. Nas Laranjeiras, um empate é visto com bons olhos, diante da sua vantagem na classificação do campeonato. Mas a partida é encarada também como a oportunidade do técnico Muricy Ramalho fazer os últimos ajustes antes da estreia na Libertadores, quarta-feira, contra o Argentinos Juniors. "Infelizmente, o Fred não vai poder jogar. Ele está em um momento muito bom, bem fisicamente, diferente do Rafael (Moura). Já ao Araújo falta um pouco de ritmo", analisou Muricy, em referência à suspensão de Fred, expulso na final da Sul-Americana de 2009, o que forçará o Fluminense a jogar sem ele na Libertadores - o atacante vive grande fase na temporada, com oito gols em cinco jogos no Campeonato Carioca. Muricy não minimiza a importância do clássico diante do Botafogo, mas sabe muito bem que a partida do meio de semana contra os argentinos é muito mais crucial neste momento para as ambições do Fluminense na temporada. O treinador quer uma vitória em casa na Libertadores para evitar complicações em um grupo que considera muito difícil. "Caímos em um grupo dificílimo (que conta também com América, do México, e Nacional, do Uruguai). Não vai ser fácil a primeira fase. Estamos nos preparando muito bem e esperamos atingir o nível de uma equipe capaz de levar a Libertadores", ponderou Muricy. Para o clássico com o Botafogo, no domingo, o volante Diguinho é desfalque. Ele foi liberado para acompanhar o nascimento da filha, em Porto Alegre. Em seu lugar, as opções são Valencia e Fernando Bob.
continua após publicidade