Esportes

Após repreensão, Dagoberto pede desculpas a treinador

Da Redação ·
Um dia depois de discutir com o técnico Paulo César Carpegiani e ser repreendido publicamente pelo treinador após a vitória do São Paulo sobre o Linense, na quinta-feira, o atacante Dagoberto falou com a imprensa no CT da Barra Funda e pediu desculpas ao seu comandante. "Vim aqui para dar uma resposta. Quem manda é o Paulo (César Carpegiani). Sempre respeitei isso. Nunca tive problemas aqui no São Paulo. No jogo, eu estava indo marcar, acabei fazendo a falta e ele estava falando comigo. Mas eu não estava entendendo. Nunca desrespeitei. É um treinador que sempre me deu moral e continuo respeitando muito. Ele se sentiu ofendido, eu peço desculpas", declarou o atacante, que descreveu o ocorrido como uma "coisa de jogo", "um lance isolado". Dagoberto fez questão de reafirmar o que Carpegiani já havia dito na noite de quinta-feira: no São Paulo, quem manda é o treinador. "Não preciso dizer publicamente que quem manda sou eu. Eu só digo isso uma vez. Tivemos uma discussão. Eu posso não ser bom treinador, mas não abro mão do comando, da disciplina", disse o técnico em sua entrevista coletiva após a vitória do São Paulo por 3 a 2 sobre o Linense, no Morumbi. A discussão começou quando Carpegiani pediu que Dagoberto não jogasse na mesma faixa de campo que Marlos. O atacante fez gestos indicando que não gostou da ordem dada por Carpegiani, irritando o treinador, que disse na coletiva que não mais faria esforços para segurar Dagoberto no clube se surgisse uma proposta para ele ser negociado. Por meio de seu site oficial, o São Paulo anunciou que Dagoberto "será punido pela diretoria são-paulina de acordo com as normas administrativas do clube". A punição deverá ser uma multa de 10% sobre os vencimentos do atacante. Apesar da vontade declarada de Carpegiani, Dagoberto não deverá deixar o Morumbi. Pelo menos é o que afirmou o empresário dele, Marcos Malaquias, em sua conta no Twitter. "Deixo claro que o Dagoberto segue no SPFC.", postou. Malaquias ainda criticou o que chamou de "pecuinhas"(sic). "O time ganhou e ele pode ajudar!! Temos que apoiar o time e evitar 'pecuinhas' que possam prejudicar o jogador e o time!!".
continua após publicidade