Esportes

Goleiro Vladimir aguarda chance de ser titular no Santos

Da Redação ·
Com a expulsão de Rafael contra a Ponte Preta (cumprirá suspensão automática neste sábado), chegou a vez de Vladimir mostrar que também tem condições para ser o titular da camisa 1 do Santos. Mas a oportunidade já era para ter acontecido no primeiro turno do Campeonato Brasileiro do ano passado, depois da derrota por 4 a 2, diante do Corinthians, no Pacaembu. "Quando o professor Dorival Júnior resolveu trocar o goleiro, eu era o primeiro reserva e ia entrar, mas machuquei a mão e Rafael substituiu Felipe", relembrou Vladimir Orlando Cardoso de Araújo Filho, de 21 anos. "Vou entrar contra o Santo André como se esse jogo fosse o último da minha vida", disse o baiano de Ipiaú. Embora ainda não tenha sido informado por Adilson Batista que será o titular no jogo contra o Santo André, neste sábado, no Pacaembu, Vladimir acredita que vai jogar porque está se repetindo com Aranha, contratado a pedido do novo treinador, o que aconteceu com ele no ano passado. O ex-goleiro do Atlético Mineiro se recupera da fratura no dedo indicador da mão direita e não vem fazendo treinamentos específicos para a posição. "Mas, se o professor optar por Aranha, o Santos estará bem servido", reconheceu Vladimir. Ele se considera um goleiro rápido, de personalidade e tão bom quanto Rafael. "Como todo jogador da posição, sou líder e procuro orientar os companheiros", concluiu. QUASE DE VOLTA - Arouca, acompanhado de perto pelo preparador Ricardo Rosa, correu durante quase uma hora num dos campos do Centro de Treinamento Rei Pelé. De acordo com Adilson Batista, o volante está no período de transição, entre o departamento médico e de preparação física, e a partir da próxima segunda vai passar a treinar com bola. Se não houver nenhuma intercorrência, Arouca estreará na temporada no dia 11 contra o Noroeste, na Vila Belmiro.
continua após publicidade