Esportes

Renato festeja vaga, mas cobra evolução do Grêmio

Da Redação ·
Com a vitória de 3 a 1 sobre o Liverpool, do Uruguai, na última quarta-feira à noite, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, o Grêmio se garantiu na fase de grupos da Copa Libertadores. O feito foi festejado por Renato Gaúcho após o confronto, mas o técnico cobrou evolução do time que agora sonha ainda mais com a conquista do título continental em 2011. O treinador falou sobre a necessidade de evoluir ao comentar o desempenho apresentado na vitória sobre o rival uruguaio, que chegou a sair na frente no placar. "Nós não começamos muito bem o jogo, erramos passes e de repente tomamos um gol. Precisei mexer no time para ter velocidade no meio de campo. Deu certo, logo em seguida empatamos o jogo. O Grêmio teve altos e baixos na partida e nós precisamos melhorar", enfatizou. Apesar disso, porém, Renato Gaúcho destacou o espírito de luta que fez a diferença para que o Grêmio se classificasse. "Foi a classificação, o Grêmio está na Libertadores. Não é nada fácil. Valeu pela garra e nós sabemos que o time pode render muito bem", reforçou. Renato ainda comentou sobre o fato de Vinícius Pacheco, que decidiu a partida desta quarta-feira com dois gols, ter vestido o mesmo número 7 com o qual o treinador e ex-jogador se consagrou no Grêmio. Usando essa numeração, o ex-atacante foi campeão da Libertadores e do mundo em 1983. "A camisa 7 pesa sim, ela tem história e dá bastante sorte também", disse, em tom de brincadeira. "Mas o importante é quando o jogador entra e se entrega, não importa o número da camisa", acrescentou. O Grêmio irá figurar no Grupo 2 da Copa Libertadores, que contará também com Oriente Petrolero, da Bolívia, Júnior Barranquilla, da Colômbia, e León de Huánuco, do Peru. A estreia nesta fase da competição será no próximo dia 17, contra o Oriente Petrolero, no Olímpico.
continua após publicidade