Esportes

Brasil enfrenta Chile na primeira das cinco 'finais' do sub-20

Da Redação ·
 Astro do Brasil, Neymar tem sido vítima da violência da marcação adversária
fonte: EFE
Astro do Brasil, Neymar tem sido vítima da violência da marcação adversária

O Brasil inicia nesta terça-feira (1º) a caminhada final para a conquista de uma vaga na Olimpíada de Londres em 2012. À 0h10 (de Brasília; 22h10 de segunda-feira no horário local) a equipe de Ney Franco enfrenta o Chile no primeiro dos cinco jogos do hexagonal decisivo do Sul-Americano sub-20, competição que dará vaga ao campeão e vice nos Jogos. A partida será realizada no estádio da Universidad San Augustín, em Arequipa, no Peru.

continua após publicidade

Dono do melhor ataque da primeira fase, com nove gols em quatro jogos, o time brasileiro se classificou em primeiro lugar no grupo B. Já o Chile chegou à fase final depois de ficar em segundo no grupo A, atrás da Argentina.

continua após publicidade

Para os jogadores brasileiros, cada jogo do hexagonal final do Sul-Americano será encarado como uma final. Tanto é que o zagueiro Bruno Uvini, capitão da equipe, afirmou que não há mais espaço para erros nessa fase.

continua após publicidade

- O campeonato de verdade começa agora. A concentração tem de ser total.

Apesar de estar invicto na competição, o técnico Ney Franco espera um jogo complicado contra o Chile. Ao contrário do que fizeram Equador, Colômbia, Paraguai e Bolívia na fase de grupos, os chilenos devem atacar o Brasil na partida desta segunda, segundo o treinador.

continua após publicidade

- O Chile vai nos atacar, é uma característica da equipe e não acredito que vá mudar sua forma de jogar apenas porque o Brasil está à sua frente.

continua após publicidade

Para evitar surpresas, o assistente técnico da seleção, Éder Bastos, acompanhou de perto três dos quatro jogos dos chilenos na primeira fase. Ele chama a atenção para o contra-ataque do rival.

continua após publicidade

- É um time que joga muito no erro do adversário, espera para sair no contra-ataque.

Neymar, artilheiro do Sul-Americano, com cinco gols, está confirmado no ataque da equipe. O santista formará a dupla ofensiva com o são-paulino Willian José, que tem dois gols na competição.

No Chile, a única dúvida do técnico César Vaccia está no ataque. O treinador escolherá entre Gallegos e Bustos quem irá compor o trio ofensivo ao lado de Pinto e Carrasco.