Esportes

Flamengo vence o Bahia e conquista a Copa São Paulo

Da Redação ·
 Negueba cobra o pênalti que deu o título da Copinha para o Flamengo, com a vitória por 2 a 1, no Pacaembu
fonte: Edson Lopes Jr./R7
Negueba cobra o pênalti que deu o título da Copinha para o Flamengo, com a vitória por 2 a 1, no Pacaembu

O Flamengo conquistou nesta terça-feira (25) o título da Copa São Paulo de Juniores, ao vencer o Bahia por 2 a 1 em jogo disputado no estádio do Pacaembu, em São Paulo, diante de mais de 20 mil espectadores.

continua após publicidade

Frauches e Negueba, de pênalti, marcaram os gols do time carioca, enquanto Rafael, também em penalidade, fez o gol do time baiano.

continua após publicidade

Esta é a segunda vez que o Flamengo conquista a Copinha - a primeira foi em 1990, num time que contava, entre outros, com Júnior Baiano, Djalminha, Marcelinho Carioca e Paulo Nunes. A presidente Patrícia Amorim e o técnico do time principal, Vanderlei Luxemburgo, estiveram no estádio para acompanhar a partida.

continua após publicidade

Apesar do forte calor, o jogo começou a todo vapor. Com o Pacaembu cheio, graças ao feriado paulistano, os garotos decidiram mostrar serviço e o Flamengo, mais calmo, abriu o placar logo aos 7min: Adryan bateu, a zaga não conseguiu afastar e o zagueiro Frauches dominou livre e, com categoria de atacante, bateu de esquerda, sem chances de defesa para Renan.

O Bahia rapidamente se acertou em campo e equilibrou as ações. Aos poucos, passou a dominar a partida e chegou o empate de pênalti, aos 30min: após cobrança de escanteio, César saiu mal e a bola ficou viva na área. Rafael tentou cabecear, mas levou falta de Marllon. Pênalti que o próprio Rafael converteu.

continua após publicidade

O restante do primeiro tempo foi disputado em muita correria, apesar do calor, mas só o Bahia criou uma chance real: Brendon bateu falta de longe, a bola bateu na barreira e Cesar salvou.

continua após publicidade

O segundo tempo manteve o equilíbrio, mas com um pouco menos de correria. O Bahia tomava mais a iniciativa, mas o Flamengo era mais incisivo nos ataques e chegou ao segundo bom em outro pênalti, sofrido por Thomas. Negueba cobrou forte, sem defesa para Renan, aos 21min.

continua após publicidade

O Bahia sentiu o gol e passou dez minutos de terror, com o Flamengo perdendo várias chances de marcar o terceiro gol. Apenas nos acréscimos o time nordestino acordou, obrigando Cesar a duas grandes defesas, aos 46min, em chute de Laércio, e aos 47min, em tentativa de Fábio. No fim, a festa foi rubro-negra.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 x 1 BAHIA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP) Data: 25 de janeiro de 2011 (terça-feira) Horário: 10h (de Brasília) Árbitro: Vinícius Furlan (SP) Assistentes: David Botelho Barbosa e Marcio Jacob (ambos de SP) Cartões amarelos: Marllon, Frauches e Anderson (Flamengo); Felipe e Dudu (Bahia) Cartão vermelho: Dudu (Bahia) Gols: FLAMENGO: Frauches, aos 7min do primeiro tempo, e Negueba (pênalti), aos 21min do segundo tempo BAHIA: Rafael (pênalti), aos 31min do primeiro tempo

FLAMENGO: Cesar; Alex, Marllon, Frauches e Anderson; Muralha, Lorran, Rafinha (China) e Adryan (Pedrinho); Negueba e Lucas (Thomas) Técnico: Paulo Henrique

BAHIA: Renan; João Marcos (Valson), Eduardo, Everton e Laércio; Anderson, Fernando (Joeliton), Brendon (Rodrigo) e Felipe; Fábio e Rafael Técnico: Laelson Lopes