Esportes

Decisão sobre futuro do Estádio Olímpico é adiada

Da Redação ·
A decisão sobre o futuro do Estádio Olímpico foi adiada nesta segunda-feira após semanas de intenso debate sobre se o local deveria manter uma pista de atletismo depois dos Jogos Olímpicos de Londres/2012. A Companhia do Legado do Parque Olímpico (OPLC, na sigla em inglês) havia marcado para anunciar sua decisão na sexta-feira, mas disse que precisa de mais tempo para estudar as propostas do Tottenham e do West Ham. O órgão não informou quando a decisão será anunciada. "Tendo em conta a natureza específica de ambas as propostas recebidas, precisamos de mais tempo para procurar esclarecimentos com as duas candidatas, a fim de identificar a melhor proposta" disse a OPLC em um comunicado. "O estádio é um significativo ativo público e temos o dever de executar um processo robusto". O Tottenham propõe derrubar o estádio, que tem um custo estimado de 537 milhões de libras, após a Olimpíada e construir sua arena de 60 mil lugares apenas para o futebol e sem pista de atletismo. Ele oferece, em compensação, a reforma do estádio do Crystal Palace, com a construção de um pista olímpica, e sua transformação em uma arena para 25 mil lugares. O West Ham manteria a pista olímpica e converteria o estádio em uma arena para 60 mil lugares, com eventos de futebol, atletismo e shows. Além disso, poderia ser utilizado pela comunidade. Os dois clubes apresentaram os detalhes finais das suas propostas para a OPLC na última sexta-feira. Sebastian Coe, presidente do Comitê Organizador Olímpico de Londres, disse que a Grã-Bretanha jogaria sua reputação internacional no "lixo" se não cumprisse promessa de manter um estádio construído para o atletismo como um dos legados dos Jogos de 2012.
continua após publicidade